Ananda Carvalho

20/06/2019
 
Mês do orgulho LGBTQ+
 
Não é segredo para ninguém que junho é o mês do orgulho LGBT+. E mesmo que comparando há séculos, na verdade, décadas atrás, a situação atual realmente está mais favorável, tanto que há alguns dias foi votado pela criminalização da lgbtfobia, mais uma vitória, porém isso não tira o fato de que o Brasil ainda é o país que mais mata transexuais no mundo, não tira os casos diários de homofobia, os que vem a público e os que não.
 
Acho importante voltar um pouco nesse movimento, para a Rebelião de Stonewall, uma série de manifestações da comunidade lgbt contra a polícia de Nova York, que na manhã de 28 de junho de 1969 invadiu o bar Stonewall Inn, bar que nos anos 60 era conhecido por receber uma grande variedade de pessoas, principalmente os marginalizados pela sociedade. Amplamente considerado como o movimento mais importante que levou ao movimento moderno pela luta de direitos lgbt no país. 
 
E mesmo me parecendo quase idiota em 2019 ainda tem que se falar que sexualidade não é uma escolha, e que respeitar é uma obrigação, ainda parece ser necessário. O que resta é lutar e torcer para que o mundo perceba que a ultima coisa que ele precisa se preocupar é com amor.
 
Como já disse a banda Panic! at the disco, em Girls/Girls/Boys, "Love's not a choice", e realmente, o amor não é uma escolha.