Ligações inadequadas podem causar mau cheiro e transbordamento de esgotos

09/01/2015


Poluição, mau cheiro e transbordamentos. Esses são alguns transtornos que podem ser causados por instalações irregulares de esgoto e de caixas de gordura, prejuízos diretos para o meio ambiente e para a população. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) orienta que a instalação siga as orientações da NBR 8160, para garantir a higiene, o conforto e a segurança dentro e fora do imóvel, seja ele residencial ou comercial.

 

A população deve ficar atenta, também, onde há obras de esgotamento sanitário sendo executadas pela Caern. O mau cheiro nestas áreas pode ser indício de ligações clandestinas na rede de esgoto que ainda não entrou em funcionamento, ou seja, não está pronta para receber os efluentes, gerando transbordamento. Esta situação pode denunciar, ainda, ligações irregulares na rede de drenagem da Prefeitura, dimensionada para receber apenas água de chuva.

 

No primeiro caso, o odor fétido é causado pelo simples acúmulo de dejetos e demais materiais do esgoto clandestino, que ficam “parados” na rede coletora incompleta. Já o mau cheiro próximo às bocas de lobo (“bueiro” localizado próximo às calçadas para captar água de chuva) é sinal de que a rede de drenagem pode ter recebido ligação indevida. Como estes bueiros são abertos, o cheiro se espalha facilmente na via. 

 

CAIXAS DE GORDURA

 

A instalação incorreta ou a falta de manutenção periódica da caixa de gordura do imóvel também pode ocasionar transbordamentos e mau cheiro. Se residencial, a limpeza deve ser feita a cada seis meses, e sendo comercial, a cada mês.  Essa manutenção evita o acúmulo de gordura na tubulação, que endurece e diminui a vazão da caixa, causando transbordamento e mau cheiro.

 

LIGAÇÃO

 

Quando a Caern instala a rede de esgotamento na via, não significa que o sistema está pronto para receber novas ligações dos imóveis. O sistema de esgotamento é composto por estruturas como as estações de bombeamento e de tratamento dos efluentes (ETE´s), destino adequado dos dejetos. O proprietário deve esperar receber o aviso de ligação da Caern, por escrito, autorizado-o a interligar o ramal de seu imóvel com a rede coletora. Não é incomum que as equipes de operação e de obras da empresa encontrem ligações irregulares, que atrapalham também o andamento da obra. Essas atitudes trazem grande desconforto à população, além de contrariar as normas de segurança destas instalações.

 

 

Fonte: Ellen Rodrigues – ACS Caern