RN é destaque na produção de energia eólica

04/09/2015

Por: Redação do PN
Foto: Divulgação
A energia eólica já responde por 5% de toda a energia consumida no país (em 2023, deverão ser 23%), com aproximadamente 40 mil empregos gerados, 11 fábricas instaladas – com demanda crescente de mão de obra especializada – e R$ 6 bilhões de investimentos previstos por conta dos leilões de energia já realizados.
 
É no Nordeste do país que os parques eólicos se multiplicam mais rapidamente. Ventos fortes e regulares determinam a atratividade do negócio, que tornou o Brasil o 4º país do mundo que mais investiu nessa fonte em 2014, atingindo o 10º lugar no ranking internacional das nações que mais produzem energia eólica.
 
Destaque para o Rio Grande do Norte, que apesar da pequena extensão territorial, se tornou o grande provedor de energia do Brasil a partir do vento, com 34% de toda a capacidade instalada no país. São 81 parques eólicos em operação, 22 em construção e outros 77 já autorizados.
 
Em visita à Redação do PN, o empresário Fábio Amaro, diretor da New Energy e da Biossol Energias Renováveis, destacou as vantagens de se gerar energia a partir das fontes eólica e solar. “Essas duas fontes são renováveis e não promovem impacto sobre a natureza”, destacou. O empresário destacou a autossuficiência do Rio Grande do Norte. "O nosso estado já ultrapassou a barreira dos 2,2 GW, o que o torna autossuficiente", ressaltou.