Wellington Duarte: "A greve foi catastrófica para a economia nacional"

08/06/2018

Por: Redação do PN
Foto: Redação do PN

No Jornal Potiguar Notícias, Wellington Duarte, doutor em economia, presidente da ADURN e da CTB, comenta, em bate-papo com o jornalista José Pinto Júnior, a greve dos caminhoneiros e seus efeitos “catastróficos na economia nacional”.

Quanto à paralisação dos caminhoneiros, Duarte revela: “Eu não caracterizaria este movimento como greve. Foi uma grande mobilização do setor, não apenas dos caminhoneiros, mas também dos autônomos e de empresas. Foi um grande movimento que mostrou ao Brasil que temos um governo absolutamente desgovernado, sem cacife nem para negociar. Além disso, mostrou as dificuldades enfrentadas pelos caminhoneiros devido à política de preços de combustíveis estabelecida na Petrobrás desde outubro de 2016”.

Além disso, avalia que “o impacto deste movimento que durou 10 dias foi catastrófico para a economia nacional. Neste período, houve uma perda de 32,5 bilhões de reais. O governo também perdeu 4,7 bilhões de reais em arrecadação. Não apenas isso. A Petrobrás, o seu preço de mercado na bolsa de valores, caiu 120 bilhões de reais. Não me refiro ao fluxo de caixa, mas ao seu valor no mercado. Nosso PIB também deve perder em torno de 0,5%. Agora vemos que a situação do Brasil, que já não seria boa ano que vem, piorou com esta mobilização”.