Campanha eleitoral e licenças deixam Câmara de Parnamirim com nova formação

17/09/2018

Por: Redação do PN
Foto: Divulgação CMP. Vereadores Mauricio, Léo Lima e Dr. Yuri, na Câmara
A campanha eleitoral alterou a composição da Câmara Municipal de Parnamirim. Três vereadores  que disputam cargos eletivos nesta Eleição se licenciaram do Legislativo parnamirinense alegando questões pessoais ou para se dedicarem à campanha, abrindo espaço, assim, para seus suplentes.
 
Os vereadores licenciados são Abidene Salustiano, Kátia Pires e Pastor Alex. Que, desta forma, permitiram a entrada na Cãmara de Leonardo Lima da Costa (Léo Lima), do PRTB, Yuri Adrenovitch de Oliveira Marques (Dr. Yuri), do PSDC, e Maurício Ferreira da Silva (Maurício Veículos)
 
Vice-presidente da Câmara, Abidene se licenciou ainda em julho, no dia 7. Na ocasião Léo Lima, líder comunitário em Jardim Planalto disse que “precisamos dar voz aos representantes dessas localidades, fazendo com que todos os parnamirinenses se sintam representados pelo poder legislativo”.
 
Em 14 de agosto foi a vez da vereadora Kátia Pires pedir que está de licença 120 dias e abrir vaga para Yuri, médico conhecido na comunidade.
 
Em seu discurso de posse, o vereador falou da satisfação em assumir o cargo e de se tornar um representante dos interesses da população. “Chego com a certeza de estar maduro e preparado para servir ao povo de Parnamirim”, disse.
 
Já em relação ao Pastor Alex, que se licenciou na semana passada, seu primeiro suplente é o ex-deputado estadual Gilson Moura, mas, segundo a assessoria da Câmara, ele preferiu não assumir a vaga interinamente, embora houvesse condições legais para isso. Comenta-se no mundo político que a decisão de Gilson se deveu às suas complicações na Justiça, que ganhariam visibilidade com a posse. Com isso, quem assumiu foi o segundo suplente por Maurício.
 
Com a licença de Kátia Pires, a Câmara, que contava com 6 mulheres legisladoras, voltou a ter 5, até o o retorno dela.