SESI participa de campanha de promoção da segurança e saúde no trabalho

02/04/2019

Por: Redação PN
Foto: Divulgação
O Serviço Social da Indústria (SESI) está engajado no Abril Verde, que busca conscientizar a sociedade sobre a importância da saúde e segurança do trabalho. Durante todo este mês, a instituição intensificará os esforços para apoiar empresas na construção de ambientes mais seguros e saudáveis e apresentar os benefícios da plataforma SESI Viva+, que contribuirá na consolidação de informações e dados de saúde e segurança para o eSocial. A partir de julho, as empresas terão a obrigação de enviar todas as informações e documentos relativos à saúde e segurança no trabalho ao sistema eletrônico do governo.
 
O SESI Viva+ reúne em ambiente único um conjunto de ferramentas para elaboração de programas especializados em segurança e saúde no trabalho, campanhas, conteúdos técnicos e canais de relacionamento. Tudo para gestores implementarem ações de melhoria da gestão de saúde e segurança e de estímulo à construção de um ambiente seguro e saudável.
 
Para auxiliar as empresas a garantir qualidade técnica das informações enviadas ao eSocial, o SESI Viva+ conta com um sistema eletrônico que trava o envio de informações incoerentes e alerta os gestores sobre o que precisa ser corrigido. Além disso, a plataforma permite que empresas tenham informações organizadas em um único ambiente para facilitar a tomada de decisão.
 
Para o gerente-executivo de Saúde, Segurança e Meio Ambiente na MRV Engenharia, José Luiz Esteves, o SESI Viva+ é uma plataforma adequada e com um bom custo-benefício para implantar o processo de gestão na área.
 
“Avaliando as aderências do SESI Viva+ no processo de gestão da MRV, hoje estamos bem adiantados na implantação do eSocial quanto no sistema de gestão da saúde ocupacional”, afirma.
 
TEMA ESTRATÉGICO – De acordo com o gerente-executivo de Saúde e Segurança na Indústria do SESI, Emmanuel Lacerda, a gestão de saúde e segurança no trabalho é tratada como prioridade em 71,6% das empresas e, para a maioria delas, a atenção ultrapassa os aspectos legais. “Questões de saúde e segurança no trabalho são vistas como estratégicas para elevar a produtividade, engajamento dos trabalhadores e a competitividade”, destaca.
 
Para Esteves, priorizar questões de saúde e segurança na empresa, além de trazer maior qualidade de vida aos trabalhadores, aumenta a produtividade. “A empresa passa a ter um propósito quando decide implantar uma política de saúde e segurança do trabalho na qual define as normas, documentos e sistema de gestão da área. Promover e incentivar os trabalhadores a participar de programas como ‘Vida Saudável’ e ‘Faça Exercícios’ faz com que os eles pensem mais em qualidade de vida e tenham um ritmo de trabalho adequado”, explica.
 
Ele acredita que ser transparente com os trabalhadores, dialogar semanalmente sobre as condições de riscos nos ambientes de trabalho e informar as medidas implementadas são alguns métodos de engajamento necessários para todos adotarem o novo estilo de vida sugerido. “Outra ação é fomentar, em sintonia com a medicina do trabalho, campanhas de cunho preventivo de doenças crônicas que podem aparecer ao longo dos anos”, destaca Esteves.
 
HISTÓRIA – Idealizado em 2014, o Abril Verde mobiliza a sociedade durante todo o mês para incentivar práticas mais seguras no local de trabalho. O mês de abril foi escolhido devido a datas especiais para a saúde e segurança, como o Dia Mundial da Saúde, instituído pela Organização Mundial de Saúde (OMS) em 7 de abril, e o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Acidentes de Trabalho, em 28 de abril. A cor verde foi escolhida por ser associada a diversos cursos da área de saúde.