Produtos potiguares serão mostrados em São Paulo durante a Feira APAS Show

05/05/2019


Foto: Sebrae
 
Um grupo de empresários do Rio Grande do Norte do setor de alimentos e bebidas terá a oportunidade de apresentar o diferencial dos produtos de origem potiguar a supermercadistas e demais compradores do mercado paulista. Doze empresas vão expor produtos numa das maiores feiras desse segmento, a APAS Show, promovida pela Associação Paulista de Supermercados (APAS), que começa na próxima segunda-feira (6) e vai até o dia 9, em São Paulo.
 
Serão expostos produtos considerados gourmet, como a flor de sal, o mel trufado com trufa negra e castanhas de caju trufadas com flor de sal, bebidas - entre elas a cachaça orgânica e água de coco – e outros alimentos. Com o apoio do Sebrae no Rio Grande do Norte, a comitiva de 37 pessoas embarcou para São Paulo neste sábado (4).
 
“O mercado de São Paulo é muito estratégico para essas empresas, por isso, o Sebrae e a Fiern estão subsidiando parte dos custos dessa participação. Acreditamos que o retorno será positivo” Maezia Teodora - Coord. do Espaço Produto Potiguar
 
Participam da feira como expositores as marcas Tempero Sadio, Cimsal, Bom Demais, Aquacoco, Cachaça Samanaú, Leite Clan, Fhytoactive, Sea Express, Coco e Cia, Bassano Grão, Nordeste Fruit, Do Trigo. Essas empresas participam do projeto Produto Potiguar, desenvolvido pelo Sebrae em parceria com o Sistema Fiern desde abril do ano passado e que busca ampliar o mercado consumidor para empresas do estado.
 
IlustraçãoMaquete eletrônica do Espaço Produto Potiguar na APASMaquete eletrônica do Espaço Produto Potiguar na APASOs produtos ficarão reunidos no Espaço Produto Potiguar, uma área de 90 metros quadrados com 16 boxes de dois metros quadrados projetados para expor itens e também realizar conexões de negócios. O estande está sendo instalado pavilhão vermelho do Expo Center Norte, onde será realizada a APAS Show. O evento é considerado a maior feira de alimentos, bebidas, higiene, limpeza, equipamentos e tecnologia para supermercados do mundo e chega a 35ª edição com a expectativa de atrair 13 mil empresas, sendo 738 expositores, e mais de 71 mil visitantes inscritos.
 
Mercado paulista
 
“O mercado de São Paulo é muito estratégico para essas empresas, por isso, o Sebrae e a Fiern estão subsidiando parte dos custos dessa participação. Acreditamos que o retorno será positivo. Já temos inclusive agendamento com clientes internacionais, feito pela Samanaú, por exemplo”, ressalta a coordenadora do Espaço Produto Potiguar na APAS, Maezia Teodora Santos. Segundo ela, as empresas ficaram responsáveis por captar os potenciais clientes dentro do segmento de atuação de cada uma.
 
DivulgaçãoLançada no início de março, a APAS deve reunir 13 mil empresas e 71 mil visitantesLançada no início de março, a APAS deve reunir 13 mil empresas e 71 mil visitantesO mercado paulista é estratégico porque busca alimentos com características “gourmet”, com alto valor agregado e com diferenciais de qualidade em comparação a outros alimentos e bebidas normalmente comercializados. O projeto identificou um público potencial estimado em cerca de 4,7 milhões de pessoas no mercado paulista que podem demandar e ser consumidoras desses produtos.
 
Antes de desbravar o mercado de São Paulo, as empresas potiguares participantes da iniciativa passaram por capacitação e preparação para atender aos requisitos do exigente consumidor paulista em termos de qualidade e diferenciação.