Vereadores derrubam veto ao projeto utilização de massa asfáltica em Parnamirim

04/06/2019


 
O vereador de Parnamirim Abidene Salustiano (PSC) foi à tribuna da Câmara Municipal, nesta segunda-feira (3), defender seu projeto que dispõe sobre a utilização de massa asfáltica composta por borracha proveniente de pneus inservíveis. Mesmo aprovado pela casa legislativa, o prefeito vetou o projeto. No entanto, a casa derrubou o veto e projeto foi sancionado.
 
O projeto prevê que a prefeitura passe a utilizar massa asfáltica que contemple, em sua composição, de 3 (três) a 5 (cinco) por cento de borracha proveniente da reciclagem de pneus inservíveis. Além disso, o licenciamento de novos empreendimentos privados, que tenham em seus projetos a previsão de pavimentação de superfícies, fica condicionado à utilização da massa asfáltica composta por borracha proveniente de pneus inservíveis.
 
Para Abidene, o veto do executivo é incompreensível. “Sabemos que pneus são produtos de degradação lenta e, quando não destinados de maneira correta, podem causar inúmeros transtornos à saúde pública e ao meio ambiente, tais como a liberação de substâncias tóxicas na atmosfera, contaminação de mananciais, criadouros de insetos transmissores de doenças, etc. Felizmente, novas pesquisas têm indicado maneiras de reaproveitamento dos pneus, minimizando assim os efeitos maléficos da incorreta destinação final, sendo destaque o chamado asfalto ecológico, que nada mais é que uma massa asfáltica composta por borracha triturada oriunda de pneus inservíveis”, disse.
 
Ainda segundo ele, o vetar esse projeto é votar contra a saúde do povo. “Esse projeto é benéfico a nossa saúde. O município não terá gasto nenhum. Esses 3 a 5 por cento de material de borracha em nossas pavimentações, além de gerar economia aos cofres, gera também saúde ao nosso povo”.
 
Com o veto derrubado, o projeto foi sancionado pela casa e entrará em vigor em 90 dias.