José Pinto Júnior

18/01/2019
 
O barco, a rotatória e os políticos de Parnamirim
 
 
O resultado da última eleição no município de Parnamirim derrotou todos os seus líderes, oposição e situação. Por que isto aconteceu? O palpite de quem acompanha a história política de Parnamirim é que aconteceu porque os políticos locais deixaram de defender a cidade. deixaram de planejar a cidade. Afinal, qual a última grande obra feira no município?
 
Cadê o aeroporto? Foi embora! O que se fez? Nada! O que se fez em relação a outros espaços físicos nobres, como os antes ocupados por Brasinox, Sacoplast, Texita? O tradicional Posto Dudu fechou.
 
O que se diz é que se Parnamirim fosse um barco, estaria rodando a deriva. Ou girando em torno de uma rotatória. Sem sair do lugar. Sem rumo. Sem planejamento. Sem projeto de onde chegar tal o coelho de Alice.
 
No alternativo da Linha B se diz que as paradas de ônibus lembram a música "A casa", de Toquinho: "Não tinham teto, não tinham nada". Na linha C, os funcionários da Teleperformance reclamam que não há como atravessar a BR-101, não há passarela. "Ninguém podia dormir na rede porque na casa não tinha parede".
 
Se diz que o pai de um vereador foi atropelado ali na avenida Getúlio Vargas. Um empresário que ajudou ajudou a prestar socorro indagou ao edil, “Por que em uma rua tão movimentada a faixa de perdeste é apagada?”.  O vereador disse que iria pedir ao executivo para este passar tinta no chão.Uma faixa pode salvar vidas, ensinou o empresário ao político. Não existe placa de identificação da transversal na Getúlio Vargas em nenhuma das quatro esquinas. "Assim, as pessoas não sabem nem o endereço para chamar a Samu vereador". De qualque forma, fica ali perto do Posto Ipiranga. 
 
No cruzamento da Aspirante Santos com a Comandante Petit, em frente ao CCPAR tem um buraco que já provocou a quebra de diversos carros. Quanto tempo tem este buraco pergunta um morador na calçada do Sebo Magno. Dois anos responde o seu vizinho. Vixe. O mesmo tempo da atual administração municipal. E silenciaram ao passar as páginas de um livro de história.  Um buraco com dois anininhos... Os moradores vão compar um bolo e três velinhas para comemorar o próximo aniversário. 
 
Faixas apagadas. Ruas sem placas.Árvores sem podas.  Buracos. Casas legislativas sem representantes... Difícil.