Ananda Carvalho

25/07/2019
 
Lei de Murphy 
 
Tem dias que parece que o Universo simplesmente quer testar sua paciência, ou ver até onde você aguenta. Um dia que parece ser regido pela Lei de Murphy, muito bem definida pela revista Superinteressante como um comentário ácido e pessimista sobre o Universo que diz: “Tudo o que puder dar errado dará”. O famoso dia de cão.
 
Deixo aqui o relato do meu mais recente dia assim, talvez o maior. Nada como já começar o dia com cólicas e no otorrino, sair de lá com uma folha e meia de receita de remédios, mas,até aí tudo bem né?.
 
Bateu meio-dia e pouca e pensei “Pô, vou pegar um salgado antes de ir pra casa, Para não passar muito tempo sem comer”. Aí peguei a coxinha mais bonita que tinha ali na lanchonete e subi no ônibus. Não deu 15 minutos depois da última mordida na coxinha, começou em mim um suor frio, uma moleza no corpo.
 
Pensei “Ok a bonita não bateu bem, mas, já já eu pego o segundo ônibus e chego em casa”. O bendito do ônibus decide que é uma boa hora para o pneu furar, e demorar o dobro de tempo para sair, mas, ainda tudo bem, imprevistos acontecem.
 
No momento que eu desço, vem o cheiro de tudo que existe na rua, naquela hora eu achei que minha alma ia ser vomitada, felizmente não aconteceu. Quando enfim em casa, só quero me deitar e ver se o mal estar passa, quando acordo penso novamente “irei ver minha cachorrinha, a Mona Lisa, e passar a noite vendo série na TV e usar o soro pra alergia, hoje eu durmo bem”.
 
Mas, comemorar cedo é sempre um erro. Minha internet escolheu que não era um dia bom de funcionar, e em dois minutos que eu me desliguei da Mona Lisa ela não só achou como destroçou o soro. A gente tem que aceitar quando o universo vence, apenar fui reassistir De volta para o futuro para tentar trazer algum ânimo.
 
Talvez tenha sido vingança pelas vezes que eu tentava "enganar" a Lei de Murphy quando criança, fingindo não querer algo pra ver se acontecia, ou fingindo querer outro ônibus pra ver se o certo aparecia. Mas fazer o que? Eu prefiro pensar que poderia ter sido de outra forma.