Cefas Carvalho

27/05/2020
 
Crônicas do confinamento: "Só a cerveja mesmo? Mais nada?"
 
 
Desde que começou o isolamento peço cerveja, pelo zap, em uma conveniência 24h aqui perto de casa. Sempre passava em frente e percebia que o local era bem abastecido, notava os produtos lá nas prateleiras, enfim. Porém, em confinamento, até então só pedia cerveja.
 
Mas, ontem, percebendo falta de alguns itens em casa, além da habitual pack com 12 latas de Itaipava perguntei se tinha pão de forma ou cachorro quente.
 
- Eita, tem não - respondeu o/a atendente.
 
- Tranquilo. E queijo muçarela?
 
- Também não.
 
- Presunto, daquele convencional?
 
- Tá faltando.
 
- Então acrescenta só um saquinho de batata palha.
 
- Acabou ontem a batata palha... Desculpa.
 
- Sem problema. A pack de Itaipava então, para o endereço de sempre e pagar com cartão débito.
 
- Só a cerveja mesmo, mais nada?
 
- ...
 
(Pensei umas três respostas, mas, achei melhor deixar para lá. Pelo menos a cerveja chegou em menos de quinze minutos. Gelada. Poliana Feelings, eu sei).