Ana Paula Campos

29/06/2020
 
SÉRIE MULHERES DE LUTA: PRETA ROGÉRIA: A VOZ QUE ECOA DA PERIFERIA
 
 
Sou a primeira e única colunista negra no Rio Grande do Norte e este fato exige reflexão: onde estão as outras vozes femininas negras, indígenas e LGBTQIA+ que não como destaque nos espaços midiáticos? Essas vozes seguem na invisibilidade social, uma vez que nem todos os sujeitos estão autorizados a falar e, assim, nem todas as lutas tomam notoriedade. 
 
Foi pensando nisso que decidi abrir a minha coluna semanal para outras vozes, possibilitando o conhecimento de relatos de vivências, lutas e escritos dos quais até posso e devo falar, mas que não teriam o mesmo peso político da voz que ocupa o espaço. Com vocês, a poesia de Preta Rogéria.
 
 
2020 – ANO EM QUE A HUMANIDADE TEVE QUE PARAR
 
PRETA ROGÉRIA 
 
 
PARAR para ver a DESIGUALDADE que existe desde sempre.
PARAR para ver que tem PRETO morrendo dentro de casa, nas ruas, na calçada.
PARAR para ver que o PLANETA já não aguenta mais tanta EXPLORAÇÃO.
PARAR para ver RACISTAS e FASCISTAS se colocando na rua.
PARAR para ver que no BRASIL quem manda é a MILÍCIA DA POLITICAGEM.
PARAR para ver e ouvir que "NENHUM CNPJ VALE UM CPF".
PARAR para ver e sentir MEDO DE MORRER a qualquer HORA.
PARAR para ver que o SUS é a nossa BANDEIRA. Mas, os profissionais da saúde não aguentam mais trabalhar em meio ao caos.
PARAR para ver que a EDUCAÇÃO PÚBLICA está doente, que os professores estão cansados de ser sabotados pelo sistema.
PARAR para ver que o SISTEMA PRISIONAL é uma BOMBA-RELÓGIO, por falta do acesso a direitos básicos.
PARAR para ver que as RUAS estão cheias de GENTE, é GENTE HUMANA, igual a VOCÊ. Não, talvez MELHOR do que VOCÊ e EU.
PARAR para ver que temos 283 POLÍTICOS MILIONÁRIOS e que 96 MILHÕES de pessoas estão à espera do AUXÍLIO EMERGENCIAL (isso, as que tiveram acesso a um celular, à internet e que tenham endereço fixo).
PARAR para ver que o acesso à UNIVERSIDADE PÚBLICA não é para todos. É para a ELITE ou os MAIS PRIVILEGIADOS.
PARAR para ver que o CAPITALISMO nos coloca como ESCRAVOS e que a MERITOCRACIA nos coloca no lugar de "É POR QUE NÃO FEZ POR ONDE..."
PARAR para ver que RAÇA vem antes de CLASSE.
PARAR para pensar sobre que MUNDO É ESSE.
PARAR para perceber QUE NÃO DÁ MAIS para continuar da mesma forma. 
 
PARE, PENSE, REFLITA E MUDE!!
 
Mulher preta, cis, sapatão, de quebrada, militante, educadora popular e escrevente.