Liliana Borges

25/07/2020
 
ALGARVE, Falésias, Grutas e Caves
 
 
 O verão europeu iniciou em 20 de junho, porém a abertura da temporada foi bem diferente dos outros anos neste tempo de pandemia. Cada país tem suas regras de acordo com a evolução e controle da doença. A rapidez da tomada de medidas efetivas ao combate do coronavírus, Portugal possui um dos melhores cenários europeus, como também, a nível mundial.
 
Aberta a temporada balnear, significa que as praias estão adequadas para receber os banhistas: estrutura de acesso, como vias e estacionamentos, passadiços até a praia; segurança com salva-vidas; sinalização, placas explicativas e marcação com bandeiras coloridas: “verde, permitido tomar banho e nadar; amarela, cuidado é proibido nadar; vermelha, cuidado perigo é proibido entrar na água e; xadrez, praia temporariamente sem vigilância”. Ademais uma boa estrutura de limpeza, fixando tambores para lixo, os quais são diferenciados por categoria de resíduos.
 
Curiosamente, as sombrinhas de sol possuem tipo uma cortina protetora. No Nordeste do Brasil é possível frequentar as praias quase o ano inteiro porque o sol faz presente, mas no período de julho a setembro vem as ventanias e, assim, a areia passa a ser inconveniente. Entretanto, os portugueses somente têm 3 meses para desfrutar de suas praias com vento ou não, eles aproveitam o máximo com o auxílio desta proteção, permanecem ao longo do dia, aproximadamente, até 21 horas, saindo com o pôr do sol.  
 
Outro fato interessante é que as pessoas fazem um verdadeiro piquenique a beira mar, levam consigo almoço ou lanches, bebidas, cadeiras, etc. É perfeitamente comum aqui na Europa, tendo em vista que quase não há ambulantes e nem, muito menos, possuem bares e restaurante no areal. Somente através de concessão em algumas praias, ademais as espreguiçadeiras são pagas.
 
Adentrando no Algarve ao sul de Portugal, a Costa Algarvia divide-se em duas regiões com características diferentes:  Zona Ocidental e Zona Oriental. A primeira é rodeada de falésias e formação rochosas com uma variedade de cores entre o castanho, amarelo, laranja e vermelho; a segunda, as praias são de costas baixas ou arenosas, dizem que são menos ventosas e águas um pouco mais quente. 
 
A ocidental abrange os Concelhos de Aljezur, Vila do Bispo, Lagos, Portimão, Lagoa, Silves e Albufeira. Tive oportunidade de conhecer Albufeira, Silves e, pelo mar cheguei até a Praia de Benagil, Concelho de Lagoa que fiz um emocionante passeio de barco por uma hora. Os bilhetes foram comprados no posto de turismo em Armação de Pêra, aproximadamente 263 Km de Lisboa, seu custo foi 20 euros por pessoa e criança até 13 anos, 12,50 euros.
 
 Os barcos saem da vizinha Praia dos Pescadores passando por várias localidades, destacando-se as Praias da Senhora da Rocha, Albandeira, Marinha seguindo até Benagil. “The Black Boat, SÉTIMA ONDA” foi a empresa que realizou a excursão. Cabe observar que estávamos todos com máscaras e foram tomados os cuidados específicos em cumprimentos as regras deste período.
 
A Praia dos Pescadores, além de linda, possui uma estrutura bem organizada para facilitar o ofício destes corajosos trabalhadores, cada um tem uma casinha de madeira com varanda que guardam seus instrumentos e produtos necessários para e efetuar suas atividades, oferecendo boas condições para sua prática laboral.
 
 Iniciando o percurso, ao longo das praias visualizamos inúmeras grutas e maravilhosas formações rochosas escupidas pela natureza, algumas se assemelham a animais como: elefantes, crocodilos, gorilas e, até o Arco do Triunfo. Também é um excelente lugar para praticar esportes náuticos. É importante mencionar, em algumas praias e caves, somente, o acesso é possível pelo mar.
 
A Praia da Marinha é uma das belas de Portugal, considerada entre as 10 mais belas da Europa, como também, uma das 100 mais belas do mundo pelo Guia Michelin, conhecida como Praia Dourada devido aos seus valores naturais singulares, um misto de cores que nos presenteia com sua perfeição. Entretanto, a Praia de Benagil é uma das mais conhecidas a nível mundial, sua gruta também possui uma beleza fenomenal.
 
A Praia da Senhora da Rocha é situada perto de uma comunidade piscatória que utilizam como refúgio para seus barcos, recebeu este nome em homenagem à Virgem Maria, devotada numa linda capela que é localizada no topo e na ponta da falésia, e ainda, encontram-se vestígios do antigo Forte de Nossa Senhora da Rocha naquele local, como tudo que visitamos no velho continente nos reporta a história.
 
Recomendo se viajarem por Portugal na época do verão, não deixem de incluir no seu roteiro o Algarve e, principalmente, o passeio de barco nesta região para conhecer estas magníficas grutas que para meus olhos são encantadoras, deslumbrantes, imperdíveis!
 
Simplesmente indescritíveis….