Liliana Borges

03/09/2021
 
PARQUE EDUARDO VII, Feira do Livro Lisboa 2021…
 
 
O Parque Eduardo VII está no coração de Lisboa em uma das extremidades da Avenida da Liberdade junto a Praça Marquês de Pombal. Um local privilegiado com uma bela visão da capital portuguesa.
 
Sua denominação “Parque Eduardo VII de Inglaterra” foi em homenagem ao monarca em decorrência de sua visita a Lisboa objetivando reafirmar a aliança entre as duas nações, sendo assim nominado no ano seguinte em 1903, anteriormente, era o “Parque da Liberdade” e ao longo do tempo comumente conhecido como “Eduardo VII”.
 
 Sua área é cerca de vinte e cinco hectares que enchem nossos olhos com seus lindos jardins; restaurantes; cafeterias; espaços infantis; fontes; o Pavilhão Carlos Lopes; belos monumentos, entre eles o “25 de Abril” no alto do seu miradouro representado por um conjunto de obeliscos em harmonia com a suntuosa paisagem aos seus pés, uma imensidão verde e ao fundo Lisboa, o Marquês de Pombal e o Rio Tejo na linha do horizonte complementando o panorama.
 
Acontece frequentemente no local inúmeros eventos culturais como feiras, músicas, teatros, mercados de natal e entre eles um concorridíssimo que é a Feira Anual de Livro, a qual está sendo realizada sua 91ª edição da Feira do Livro Lisboa 2021, onde iniciou no último 26 de agosto e irá até 12 de setembro. 
 
Esta edição está sendo considerada a segunda maior de todos os tempos perdendo apenas para 2019, pois está presente cerca de 131 expositores organizados em 325 pavilhões. Cabe ressaltar que está assegurado as medidas de higiene e segurança em conformidade com as normativas em vigor ao combate ao COVID e, no momento ao sabor da possível volta a normalidade pós pandemia…
 
O evento está dimensionado além da exposição de livros e editoras uma estrutura de apoio de várias praças de alimentação, auditórios para realização de palestras e apresentação de variados temas, presença de escritores com sessões de autógrafos, e mais diversificadas promoções geralmente em espaços centrais entre os estandes com preços adequados para todos os bolsos.
 
Quando visitei a capital portuguesa pela primeira vez, há mais de vinte anos, fiquei impressionada como as pessoas liam em qualquer lugar, seja dentro de transportes públicos, nas cafeterias, nas filas, simplesmente driblavam o ócio lendo um livro, agora somente presente em suas mãos os celulares ou telemóveis como são nominados por aqui.
O novo mundo tecnológico possui uma enorme diversidade de informações em grande velocidade, ao vivo e a cores. Atualmente é bastante usual os e-books, livros eletrônicos, os quais podemos levar para qualquer lugar sem ocupar espaço na nossa bagagem, apenas em nossos equipamentos digitais. 
 
Todavia a minha preferência são os livros impressos que sua leitura é uma experiência ímpar, onde podemos viajar pelo mundo exercitando a imaginação conforme nossa criação e interpretação, ademais a sensação maravilhosa de folhear cada página em papel ansiosamente para chegar ao final da história…
 
Depois que minha filha nasceu e, ainda era criança, passei a perceber as livrarias em outros formatos, pois frequentávamos juntas para apreciar os maravilhosos contos de histórias e algumas vezes adquirimos graciosos livros que falavam por si só que com apenas toques nos botões disponíveis em cada página e por meio de áudio conhecíamos seu conteúdo.
 
Visitar uma feira de livros é um passeio encantador, pois percorrer seus cantos e recantos a procura de algum tema que chame nossa atenção é sempre uma agradável descoberta, além do mais uma exposição em um belíssimo parque como “Eduardo VII” que nos presenteia a vista panorâmica deslumbrante de Lisboa, ainda, com direito a um delicioso café ou saborear algumas iguarias portuguesas…
 
Simplesmente ESPETACULAR…
 
Lisboa sua Lindaaaa…