Erê Mirim

19/11/2021

 

CARTAS A UMA NEGRA – Parte II

 

Iniciamos uma prática educativa alicerçada nas Leis nº 10639 e nº 11645, garantindo aos nossos educandes o direito ao conhecimento das culturas africanas, afro-brasileiras e indígenas, na Escola Municipal Almerinda Bezerra Furtado, localizada no bairro Guarapes, Zona Oeste de Natal. Foram meses de muita pesquisa, estudo e planejamento para, enfim, iniciar a execução de aulas em formato pluriversal. 

Rompendo com a lógica eurocêntrica do currículo, passamos a apresentar nomes de intelectuais negres e indígenas, bem como apresentamos suas obras e pensamentos. Nosso público-alvo foram meninos, meninas e menines negres, em sua maioria, que se identificaram com aquelas narrativas insurgentes e que despertavam sonhos e possibilidades. 

E assim, com o apadrinhamento do nosso querido editor Cefas Carvalho e do aval da excelentíssima Irandi Pinto, atual diretora do Jornal Potiguar Notícias, abriremos os trabalhos no mês da Consciência Negra com aquela que mudou nossas vidas e nos fez entender que podemos ser grandes, Doutora Carolina Maria de Jesus. Meus alunes conheceram sua história e suas obras e, além de despertar para questões políticas e sociais, viram nela uma possiblidade de futuro grandioso.

Pedi que cada criança escrevesse uma carta para Dona Carolina, inspirades na obra “Cartas a uma negra”, de Fraçoise Ega. Visivelmente emocionada em sala de aula, afirmei que de onde Carolina estivesse, leria todas as cartas e ficaria muito feliz. Foram escritos incríveis, nos quais se vê crianças que, mesmo vivendo em uma sociedade racista e burguesa, viram beleza naquela mulher preta e constaram a imensidão que é sua narrativa. Mesmo sendo escritores iniciantes, de uma turma do 5º ano, respeitamos seus textos e ideias originais, fazendo apenas as intervenções gramaticais.

Sem mais delongas, está oficialmente aberta a nova Coluna Erê Mirim, do Jornal Potiguar Notícias. Boa leitura!

 

CARTAS A UMA NEGRA – Parte II

 

Querida Carolina,

 

Eu nem conhecia você, mas quando soube o que fazia para melhorar o mundo, nesse momento eu fiquei impressionado com suas palavras, seus livros e sua história e eu pensei “como ela é importante”. Você fez com que o mundo ficasse calado. Foi então que eu conheci a grandiosa e brilhante Carolina Maria de Jesus. Obrigada por tudo. 

 

Com amor, Kaio

 

Doutora Carolina,

 

Bem, Doutora Carolina, hoje mesmo eu conheci sua grande história. Fiquei extremamente impressionado! Olha, não tem nem o que dizer. Você é babado demais. Estou até agora arrepiado com sua história. Espero que você veja minha carta. 

 

Com amor, Pedro Lucas

 

Doutora Carolina Maria de Jesus,

 

Hoje eu descobri quem a senhora é de verdade. Eu pensei que a senhora era advogada, mas a senhora é uma escritora lutadora e batalhadora. A senhora é muito bonita e deveria aparecer mais fotos suas com joias, mesmo a senhora sendo bonita de todo jeito. Seus filhos são muito bonitos e a senhora é MARAVILHOSA. A senhora conheceu muitas pessoas legais, mas não conheceu uma pessoa que lhe admirava. 

Com amor, Nicole

 

Querida Carolina,

 

Eu me impressionei com você. Eu te achei tão importante no mundo inteiro. Você é linda demais e foi legal te conhecer. Achei você legal, me impressionei com sua história. Você é muito importante e conhecida no mundo inteiro. Achei legais sua poesia e sua história de vida. É linda demais. 

 

Com afeto, Ilana 

 

Carolina,

 

Minha professora disse que você mudou a vida dela. Nas fotos você é maravilhosa porque a professora disse que você voou de avião. Eu tenho medo de avião. Boa viagem. Carolina, você é uma mulher muito maravilhosa e se você está lendo minha carta eu vou ficar feliz. 

 

Com amor, João Manoel 


 

Carolina Maria de Jesus,

 

Você é uma mulher maravilhosa e eu não sabia, mas agora eu sei que amo você porque você é muito linda e muito inteligente. Eu queria conhecer você, mas não dá. Vou gostar de você assim mesmo. Eu tenho muito afeto por você. 

Com amor, Pâmela 

 

Querida Carolina,

 

Hoje a professora falou para a turma sobre a senhora e com isso eu vi que a senhora é maravilhosa e com seus livros ajudou as pessoas a lutar contra o racismo. A senhora merece muito respeito porque a senhora conseguiu ser muito mais do que esses brancos racistas que não estudam nada e saem espalhando palavras de racismo pela internet. Com esses brancos na terra, o mundo vai ficando mais racista, mas a senhora lutou contra isso. Infelizmente de um bilhão de pessoas, nasce uma pessoa como a senhora. O Brasil vai continuar sendo racista até existir um mundo cheio de pessoas iguais a senhora. 

 

Com afeto, Wanthony Samuel