Evandro Borges

14/01/2022

 

Os Municípios estão se planejando

Esta semana em São José do Campestre, o Executivo Município através do seu Prefeito, Neném Borges e por intermédio da Secretária Municipal de Meio Ambiente e Turismo, dirigida por Layane Pinheiro, lançou na reunião do Conselho Municipal de Turismo, no auditório da bela Casa da Cultura, reformada com recursos de Emenda Parlamentar, articulada pelo Prefeito o Plano Municipal de Turismo e com excelente participação de personalidades, conselheiros e autoridades locais.

A elaboração técnica de forma participativa está a cargo da empresa  HK CONSULTORIAS EM TURISMO - HEMILLY KAROLINE PAIVA DE OLIVEIRA, com sede em Santo Antônio/RN que também, elaborou o Plano do Turismo de Rio do Fogo/RN, agora Lei Municipal aprovada pela Câmara Municipal e sancionada e publicada pelo Prefeito Municipal, Márcio de Cici.

A problemática do desemprego nacional que têm características estruturais e conjunturais, mesmo contando com uma política neoliberal exacerbada, faz com que os bons gestores municipais se mobilizem, criem alternativas, encontrem possibilidades dentro das potencialidades, não fiquem com os braços cruzados esperando, mas, tentem viabilizar o que seja possível, contando com o capital humano e social existente na localidade.

O turismo é um segmento com muitas oportunidades, uma cadeia produtiva ampla, explorada pelos polos turísticos do Estado consolidados, como são os casos de Natal e Pipa, e alguns que começam a despontar com força como é o caso de São Miguel do Gostoso, as áreas serranas de Martins, de São Bento e Monte das Gameleiras que são exemplos.

No campo do turismo, a amplitude vai das potencialidades e escolhas, como o lazer, de aventura, de gastronomia, cultural, histórico, de esportes, os geográficos, religiosos e uma vastidão de possibilidades. A estrutura é necessária, podendo ser viabilizada conforme a construção do processo de desenvolvimento e de credibilidade, unindo os esforços públicos e da iniciativa privada.

A cadeia econômica que se desenvolve no âmbito do turismo, planejado, construído a muitas mãos, possibilita, a estruturação de hotéis, pousadas, bares, restaurantes, a rede de artesanato, mercados, agricultura familiar, agências de turismo com propaganda e marketing, gerando os empregos e oportunidades empreendedoras, distribuindo riquezas nos Municípios e nas Regiões territoriais.

O Prefeito de São José do Campestre, Neném Borges, jovem e visionário partiu na frente no Agreste para formulação do Plano de Desenvolvimento Territorial do Turismo, que vai diagnosticar os problemas e dificuldades a serem enfrentadas, embora, apresentará alternativas e soluções dentro das potencialidades locais, com as sugestões encontradas de modo participativo e técnico.

O plano que será transformado em Lei, espera-se que seja duradouro e executado em face das escolhas legitimadas por uma conferência. Diante do que for planejado é enquadrar nas políticas e programas continuadas de execução descentralizada com a cooperação da União e do Estado, dentro dos orçamentos a serem executados, afinal, a captação de recursos públicos precisa de bons projetos com Municipalidades que tenham capacidade de receber os recursos, que sejam adimplentes e com eficiência na execução.

Dentro de um contexto favorável de governança e de credibilidade nos Municípios, os investimentos privados serão mais suscetíveis de serem atraídos para gerarem crescimento econômico e justiça social, criando um ciclo de desenvolvimento com inclusão social e bem estar social poveitoso, associando iniciativas públicas e de natureza privada.