Cláudia Fragoso

04/04/2022

 

A ARTE DA ESCUTA

Você sabe ouvir? Em um mundo cada vez mais sedento de pessoas que ouçam, percebo que poucas pessoas conseguem desenvolver essa habilidade. Algumas pensam que escutam, mas na verdade ela apenas ouvem com os ouvidos e nada mais. Os consultórios de psicologia estão cheios, os líderes espirituais também se enchem de solicitações, pessoas sem doenças vão à médicos querendo quem as ouça e parece que nada sacia essa necessidade generalizada. 

Para que possamos falar sobre a arte da escuta, antes de mais nada, vamos conversar sobre mentalidade. É muito fácil projetarmos no outro uma necessidade nossa. As pessoas escutam pouco? Sim, é verdade. Mas também pode ser verdade que eu e você também não ouçamos como deveríamos, então, para além de querer mudar o mundo, a sociedade, os amigos e família, que possamos mudar a NOSSA forma de ouvir, que tal? Quero trazer hoje uma reflexão com algumas atitudes simples que podemos treinar até chegar na meta: ser um bom ouvinte! E para que ser um bom ouvinte? Ora, você precisa primeiro se ouvir, ser um bom ouvinte para si e depois, uma boa comunicação só acontece quando duas pessoas se escutam com atenção. E não preciso falar que ter uma boa comunicação é a base para todos os relacionamentos!

Vamos aos pontos de atenção para se tornar um ótimo ouvinte, de acordo com “As 16 leis do sucesso”(Napoleon Hill, comentado e adaptado por Jacob Petry) :

  1. Ouça com integridade

Quando alguém estiver falando, concentre toda a sua energia e atenção nela. Todas as outras coisas devem sair do foco: celular, conversas paralelas, barulho (interno e externo).

  1. Não interrompa

Temos a péssima mania de achar que quando uma pessoa está nos contando algo, ela quer a nossa opinião ou conselho. A verdade é que na grande maioria das vezes, ela só quer alguém que a escute, calma e verdadeiramente.

  1. Não conclua a frase da outra pessoa

Entenda uma coisa: você NUNCA vai saber o que ela está sentindo. Você pode ter passado por uma situação igual ou pior, mas cada um reage de uma forma e tem experiências diferentes. Seja sensível!

  1. Não se force a concordar

Seu papel é ouvir, opinar, aconselhar, concordar significa se meter na vida outro sem que seja solicitado. Ouvir e compreender são mais importantes.

  1. Não se distraia

Busque não desviar o olhar e atenção para a pessoa que fala, muito menos pense em outros assuntos, problemas ou questões.

  1. Pergunte

Não deduza absolutamente nada! Se tiver dúvidas, pergunte. Descubra o que ela está querendo dizer e lembre-se de que as coisas têm significado diferentes para cada um.

  1. Não tente impressionar

Pode ser que você seja tentado a mostrar que sabe mais ou que tem senso de humor sobre aquela situação. Permitir que a pessoa revele para você o melhor que há dentro dela é a melhor impressão que você pode causar em alguém.

Ouvir bem é uma tarefa que requer muito treino, já que, infelizmente usamos muito pouco essas atitudes simples e empáticas com o outro. Mas a verdade é que podemos começar hoje mesmo a executar essas pequenas grandes ações!