Justiça determina desocupação do Centro Administrativo de São Gonçalo

26/06/2013

Por: Ledson França

O juiz da 1ª Vara Cível de São Gonçalo do Amarante, Odinei Wilson Drager, determinou no início da tarde desta quarta-feira (26), a desocupação das dependências do Centro Administrativo da Prefeitura Municipal. O magistrado deferiu o pedido de reintegração de posse, com pedido de liminar, encaminhado pelo procurador Geral do Município, Polión Torres.

Ação foi movida em função da ocupação irregular dos corredores do Centro Administrativo de São Gonçalo por parte dos integrantes do Movimento dos Sem Terra (MST), impedindo a prestação do serviço público nos órgãos da gestão direta. Por medidas de segurança os servidores foram liberados. O grupo armado com facas e facões acampou na frente e nos corredores da sede do executivo, desde às 10h30, e entregou a pauta de reivindicação ao secretário municipal de Defesa Social, João Eider.

Na pauta, os manifestantes do MST não reivindicam nenhuma área específica. Eles exigem o fornecimento de materiais de construção por parte da Prefeitura Municipal como bocais, cimento, interruptores, telhas de cimento amianto e até uma ordem de combustível de 50 litros de gasolina.

Agora a pouco, por volta das 14h, os oficiais de justiça entregaram a decisão judicial aos lideres do movimento.

 
 
 
DSC_1285.JPG
 
DSC_1286.JPG
 
DSC_1288.JPG  
DSC_1289.JPG  

 

Fonte: Ledson França