Vereadores analisam evento sobre Agenda Metropolitana

20/08/2013

Por: Da redação do PN
Positivo e necessário. Essa foi a opinião unânime entre os vereadores que se fizeram presentes ao seminário que debateu a Agenda Metropolitana, realizada pelo Parlamento Comum da Região Metropolitana de Natal, em parceria com o Observatório das Metrópoles, nos dias 12, 13 e 14 de agosto, no auditório da Reitoria da UFRN.
 
O seminário reuniu prefeitos, vereadores, presidentes de Câmaras, secretários municipais, técnicos e interessados em geral para debater os problemas em comum entre os 11 municípios que formam a Região Metropolitana de Natal e que consistem em 50% da população, do eleitorado e da economia do Estado.
 
Os municípios que compõem a RMN: Parnamirim,  Natal, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José do Mipibu, Extremoz, Ceará-Mirim, Maxaranguape, Nísia Floresta, Monte Alegre  e Vera Cruz.
 
Para o presidente do Parlamento Comum, vereador  por Natal George Câmara (PC do B), o encontro foi importante “porque conseguimos debater pontos importantes dos problemas dos municípios e atraímos pessoas para esta discussão”, afirma.
 
O vereador por Natal Hugo Manso (PT) considerou positivo o seminário, “afinal, os problemas de um destes onze municípios só pode ser resolvido totalmente em conjunto com os demais. E são problemas relevantes, como transporte público, segurança e saneamento básico, entre outros”, elencou Hugo. O vereador também lamentou o fato de o Governo do Estado não ter enviado um representante para o seminário.
 
Sobre a importância do evento, o presidente da Câmara Municipal de Ceará-Mirim, Renato Martins, destacou que foi uma discussão muito importante e que os três dias foram totalmente proveitosos. Segundo ele, as presenças do viceprefeito de Recife, prefeitos da Região Metropolitana, presidentes de Câmaras e vereadores foram imprescindíveis para o sucesso do Seminário sobre Agenda Metropolitana. Renato comentou que três pontos principais chamaram sua
atenção durante a realização do evento: a ênfase da participação da sociedade para buscar a efetivação do plano metropolitano, a chamada para o reavivamento do Conselho Metropolitano – que está parado há três anos e é presidido pelo secretário de Planejamento do estado – e a adoção comum
de uma consciência metropolitana. “Temos que parar de pensar no município como uma ilha”, disse.
 
O presidente também fez questão de ressaltar a importância do “trabalho incontestável” realizado pelo vereador de Natal George Câmara, que busca ativamente contribuir com a visão agregada da Grande Natal. Na opinião de Renato Martins, o evento foi um marco e favoreceu a tomada da consciência metropolitana.
 
A busca de uma agenda específica para lidar com a gestão das regiões metropolitanas constitui hoje um desafio, com maior ou menor intensidade, para as cidades com diversos graus de  desenvolvimento. O crescimento e a complexidade das aglomerações urbanas metropolitanas tem tornado cada vez mais necessário integrar regionalmente o planejamento urbano, a provisãode serviços públicos e a promoção do desenvolvimento territorial, de forma a lidar Renato Martins, presidente da Câmara de Ceará-Mirim George Câmara preside o Parlamento Comum da RMN Geraldo Veríssimo, presidente da Câmara de São Gonçalo do Amarante com o aprofundamento de problemas de exclusão social, degradação do meio  ambiente e mobilidade urbana. As metrópoles estão hoje no centro dos dilemas da sociedade brasileira. Por isso, as regiões metropolitanas  representam um triplo desafio à nação: o desenvolvimento do país; a superação das desigualdades sociais  e a governança democrática da sociedade.
 
George Câmara considera ser de fundamental importância  a promoção de debates que contemplem uma análise sobre o espaço urbano da RMN e explica que o Seminário pretende aprofundar a discussão sobre as temáticas sociais e urbanas que as cidades brasileiras vêm enfrentando nas últimas décadas como o direito  à moradia, transporte e mobilidade urbana, saneamento básico, acesso aos serviços básicos de educação,  saúde, cultura e lazer. “Nossa intenção é discutir não só com os gestores, mas  também com os representantesdos Movimentos Sociais. Ouvir as pessoas para  nos ajudar a compreender quais problemas passam muitas vezes despercebidos pelo poder público local. Dessa forma podemos construir  uma agenda metropolitana conjunta, onde o principal  beneficiado é a população”, afirma George.
 
O encontro contará com a presença do vice-prefeito  de Recife, Luciano Siqueira (PCdoB) e da deputada federal  Fátima Bezerra (PT) que comporão parte da mesa de abertura do Seminário.  Segundo Luciano Siqueira - que fará a palestra de abertura “Construir uma  Agenda Metropolitana”- o Seminário servirá para uma troca de experiências, ideias  e soluções entre os diversos municípios que compõem a  Metrópole de Natal. “Estamos em busca de uma questão
inadiável: como responder ao trato comum dos governos  que convivem com problemas estruturais comuns às nossas cidades. Nossa expectativa é produzir  uma discussão útil, contemporânea e concreta de soluções para a RMN e formas  de colocá-las em pratica”, completou Siqueira.
 
O Seminário do Parlamento Comum da Região  Metropolitana de Natal – A Agenda Metropolitana é realizado pelo Parlamento Comum da RMN e Observatório das Metrópoles e tem o apoio da Associação  dos Docentes da UFRN (ADURN) e das Câmaras  Municipais de Natal, Ceará- Mirim, Extremoz, Macaíba, Maxaranguape, Monte Alegre, Nísia Floresta, Parnamirim, São Gonçalo do  Amarante, São José do Mipibu e Vera Cruz. 

Fonte: Potiguar Notícias