Natal recebe ECOM 2013 na próxima quinta-feira

17/09/2013

Por: FCDL/RN

Nesta quinta-feira, 19, a cidade de Natal vai sediar o ECOM 2013 – III Seminário Nacional de Comércio Eletrônico, Negócios na Web e Meios de Pagamento. O evento vai acontecer, a partir das 08h30, no auditório do hotel Parque da Costeira – Via Costeira. Com entrada gratuita para os inscritos através do site www.ecom2013.com.br, a iniciativa, que acontece pela terceira vez na capital potiguar, percorrerá no seu total as 12 cidades-sede da Copa do Mundo de Futebol em 2014, além das capitais Belém e Florianópolis, até novembro.

O evento é uma realização da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) em parceria com a Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do RN (FCDL-RN), CDL Natal e SPC Brasil, que visa levar informação, formação profissional e capacitação empresarial a empresários, empreendedores, varejistas e comerciantes do Brasil. Além de consultoria gratuita e suporte técnico para aqueles que desejam modernizar seus negócios para o mundial de futebol. 

Para o presidente da FCDL/RN, Marcelo Rosado, o ECOM 2013 é uma grande oportunidade de capacitação para o varejo potiguar. “O ECOM é mais uma alternativa, gratuita, que nós promovemos para que os empreendedores, varejistas e clientes se preparem tecnologicamente para o comércio eletrônico”, disse. Rosado também destaca a grandiosidade do evento. “Levando em consideração a abrangência e o alcance em todas as regiões do Brasil e o público capacitado, pode ser considerado o maior evento do segmento no país”, destacou o presidente da FCDL/RN. 

O evento 

O ECOM já reuniu mais de 15 mil pessoas nas duas edições passadas e tem por objetivo ajudar profissionais do comércio e varejo, lojistas, profissionais liberais, empreendedores e estudantes a se prepararem para receber a Copa do Mundo de 2014. 

“O ECOM 2013 tem como objetivo levar modernização e inovações tecnológicas do mundo digital para empresas e empresários, oferecendo capacitação profissional e suporte no desenvolvimento de novos negócios. A meta para esta edição é reunir mais de 10 mil profissionais do comércio”, afirma o diretor-geral do ECOM 2013, Marcelo Castro. 

Entre os destaques do evento estão questões como questões como as novas regras para o mercado de e-commerce, o impacto da telefonia móvel 4G no desenvolvimento do e-commerce e da economia brasileira, o que o governo está fazendo para estimular o uso do celular como meio de pagamento, etc. Os participantes irão saber como funciona a Central Nacional de Denúncias de Crimes Cibernéticos- única na América Latina e Caribe e os impactos que a nova lei contra os crimes cibernéticos trazem para o dia a dia do e-consumidor. 

Além dos destaques acima, outros temas serão apresentados durante o evento, como: 

- Comércio Eletrônico

- Meios de Pagamento/CFC

- Logística

- DBM & CRM – Marketing e Direito Digital

- Cloud Computer & Host – Plataformas e sistemas de lojas virtuais

- Redes e Mídias Sociais

- Social Commerce

- Negócios na Web

- Mobile Services, devices e aplicativos

- Publicidade e mídia eletrônica 

Estrutura do Evento

Com aproximadamente oito horas de duração, o ECOM 2013 terá 10 palestras de especialistas e autoridades nas temáticas abordadas, além de um workshop com profissionais que usam e dominam as mídias sociais. 

“Durante o evento, os potiguares receberão palestras de profissionais de mídias sociais para compartilhar ideias de sucesso e apresentar como é possível fortalecer os negócios através das redes sociais. O megaevento permitirá contato com recentes tendências tecnológicas, ferramentas de modernização dos negócios, troca de experiências e informações com especialistas e autoridades em negócios virtuais”, afirma Castro.

Além da programação de palestras, os participantes do evento terão a Expo Ecom 2013, que concentrará quatro empresas e cinco entidades apoiadoras que apresentarão produtos, serviços, tecnologias, além de prestação de serviços aos interessados.

 

Empresas parceiras

 

A realização do ECOM 2013 conta com a parceria da Caixa Econômica Federal, SEBRAE, Sistema Fecomércio, Vivo, CIASHOP, UOL e Redecard.
 

Fonte: FCDL/RN