TR

09/01/2014

Por: Cristiano Carlos

Quem deixou para tirar a carteira de motorista em 2014 vai ter que fazer aulas em simulador de direção antes de pegar no volante de um carro. A determinação é do Conselho Nacional de Trânsito, o Contran e já está valendo. Além disso, os novos motoristas vão gastar cerca de 15 por cento a mais para tirar a CNH.

De acordo com o Contran, os simuladores vão ajudar os novos motoristas a enfrentar os desafios do trânsito com mais segurança. Mas, a nova resolução não agradou aos donos dos cursos de formação de condutores. Segundo o presidente do Sindicato dos Proprietários de Auto-Escolas do Distrito Federal, Francisco Joaquim, os simuladores de direção são caros com custo médio de cerca de 40 mil reais. Ele alerta, que os aparelhos disponíveis no mercado para as auto-escolas não são apropriados para a educação de trânsito.

 "Não são adequados para educação pela deficiência do equipamento. Ele não tem banco de acomodação para o instrutor, não acende setas, nem faróis do carro, não existe luz de freio, não existe limpador. Então, há falhas no equipamento. A simulação tem que ser idêntica ao veículo real" , disse Francisco Joaquim.

O especialista em trânsito, Carlos Brescianini, acredita que o simulador pode ajudar o aluno nas aulas de direção. Mas ele explica que os equipamentos devem representar com exatidão um automóvel para as aulas serem de fato, úteis aos novos motoristas.

"O equipamento que está chegando nas auto-escolas seja exatamente esse equipamento degradado isso é inútil. Está se obrigando a gastar dinheiro inutilmente para uma coisa que não vai ajudar e que não reproduz as condições reais. Se, ele é um simulador ele tem que ter condições de reproduzir com a maior fidelidade possível as condições de dirigibilidade de qualquer veículo", afirmou o especialista.

A resolução do Contran é para os motoristas que pretendem tirar a CNH categoria B, ou seja, que vão conduzir apenas carros. Além das aulas obrigatórias de direção e a realização da prova de legislação de trânsito do Detran, os novos motoristas vão ser obrigados a fazer pelo menos cinco aulas em simulador. Com a nova obrigação, no Distrito Federal, por exemplo, o preço médio para tirar a carteira de motorista deve subir de 700 para 850 reais

Fonte: Agência do Rádio