Bob Dylan vence o prêmio Nobel de Literatura de 2016

13/10/2016


Foto: Reuters
Foi recebida com surpresa a notícia de que Bob Dylan venceu o prêmio Nobel de Literatura de 2016. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (13), em Estocolmo, às 8h (horário de Brasília). Gritos e aplausos dos presentes foram ouvidos na sala em que a porta-voz da Academia Sueca, Sara Danius, fez o anúncio. 
 
Danius disse que Dylan foi agraciado por ter "criado novas expressões poéticas dentro da grande tradicional canção americana". Ela ainda traçou paralelos entre a sua obra e a dos poetas gregos Homero e Safo.
 
Além do título, o autor ganha também 8 milhões de coroas suecas (cerca de R$ 3,7 milhões). Aos 75 anos, Dylan é o primeiro americano a ganhar o prêmio desde Toni Morrison em 1993. Em 2015 a bielorrussa Svetlana Alexievitch foi a premiada. No ano anterior o vencedor foi o francês Patrick Modiano.
 
Embora o nome de Dylan tenha sido cotado para o prêmio há vários anos, ele não estava entre os primeiros nas bolsas de apostas, liderada pelo japonês Haruki Murakami, pelo sírio Adonis e pelo romancista queniano Ngugi wa Thiong'o, assim como os americanos Don DeLillo, Philip Roth e Joyce Carol Oates.
 
Batizado como Robert Allen Zimmerman, Bob nasceu em Duluth, Minessota, em 24 de maio de 1941. Adolescente, ele tocou em várias bandas e com o tempo seu interesse pela música se aprofundou com paixão especial pela música folk e pelo blues. Um de seus ídolos era o cantor folk Woody Guthrie. Ele também foi influenciado pelo autores da Geração Beat, assim como pelos poetas modernistas. 
 
Criado em uma família judaica, ele largou a faculdade e se mudou para Nova York onde se tornou famoso no início dos anos 1960. Em 1962, lança seu primeiro álbum, "Bob Dylan". "Fallen Angels" é o mais recente e foi lançado este ano. 
 
Em 2004, foi eleito pela revista americana "Rolling Stone" o segundo melhor artista de todos os tempos, atrás apenas dos Beatles.
 
Dylan também é autor dos livros "Tarântula", coletânea de poesias de 1966 e publicada no Brasil em 1986 pela Editora Brasiliense. Também já lançou sua autobiografia "Crônicas Vol. I", que chegou no Brasil em 2005. 
 
Vencedores do Nobel de Literatura dos últimos anos:
 
2015:  Svetlana Alexievitch (Bielorrússia)
2014: Patrick Modiano (França)
2013: Alice Munro (Canadá)
2012: Mo Yan (China)
2011: Tomas Tranströmer (Suécia)
2010: Mario Vargas Llosa (Peru)
2009: Herta Müller (Romênia)
2008: Jean-Marie Gustave Le Clézio (França)
2007: Doris Lessing (Reino Unido)
2006: Orhan Pamuk (Turquia)
2005: Harold Pinter (Reino Unido)
2004: Elfriede Jelinek (Áustria)
2003: John Coetzee (África do Sul)
2002: Imre Kertész (Hungria)
2001: V.S. Naipaul (Grã-Bretanha) 
 

Fonte: UOL