Explosão no metrô de São Petersburgo deixa pelo menos dez mortos na Rússia

03/04/2017


Foto: Reprodução/The Telegraph
Uma explosão atingiu o metrô de São Petersburgo, na Rússia, na manhã desta segunda-feira (3). O incidente deixou pelo menos dez pessoas mortas e 50 feridas. O incidente aconteceu durante uma visita do presidente russo Vladimir Putin à cidade.
 
Segundo a imprensa local, a explosão aconteceu no interior de um dos vagões na linha azul do transporte da cidade, entre as estações Sadovaya e Sennaya Ploshchad, na segunda maior cidade da Rússia .
 
Duas explosões atingiram o metrô de São Petersburgo na Rússia, na manhã desta segunda-feira
Informações publicadas pelo jornal The Telegraph  afirmam que todas as estações da cidade estão, neste momento, paralisadas por conta do ocorrido. "Às 15h40 (horário local) todas as estações do metrô de São Petersburgo foram fechadas, tanto para entrada quanto para saída", afirmou uma fonte ao jornal.
 
A imprensa local afirma ainda que uma outra bomba foi encontrada em uma terceira estação da cidade. Esta, porém, teria falhado e não causou danos. "Uma bomba que não funcionou foi encontrada na estação de metrô Vosstanaya Square", informou a Interfax . A polícia não confirmou o relatório.
 
De acordo com o governo russo, o Putin estava na cidade de São Petersburgo no momento da explosão, mas em segurança. O presidente russo, inclusive, chegou a expressar suas condolências às vítimas por meio de seu porta-voz. Ele já deixou a cidade. 
 
A hipótese de atentado terrorista não foi descartada pelas autoridades. De acordo com a BBC , Putin anunciou que investigações estão sendo feitas para identificar os autores desse "possível ataque terrorista", mas que existem ainda muitas teorias sobre as causas das explosões na Rússia.

Fonte: iG/Reuters