Após EUA abaterem jato sírio, Rússia corta comunicação e ameaça retaliar

19/06/2017


Foto: Ryan U. Kledzik/Divulgação/Reuters

Um dia depois de a coalizão liderada pelos Estados Unidos derrubar um jato do regime sírio, a Rússia anunciou nesta segunda-feira (19) a interrupção do canal de comunicação com Washington para evitar colisões aéreas sobre o país árabe.

O governo de Moscou também disse que passará a tratar aviões da coalizão que voem a oeste do rio Eufrates como alvos em potencial, sujeitos a serem derrubados.

O anúncio da Rússia representa uma nova deterioração nas relações militares com os Estados Unidos e pode agravar a situação política na Síria.

No domingo (18), a coalizão liderada pelos Estados Unidos, que realiza bombardeios contra a organização terrorista Estado Islâmico na Síria e no Iraque, derrubou um avião do regime do ditador Bashar al-Assad a cerca de 40 quilômetros da cidade de Raqqa. O piloto se ejetou sobre território controlado pelos extremistas e está desaparecido.