Oficial de justiça que causou morte de bailarina continuará preso

20/05/2019

Por: Redação PN
Foto: Reprodução
Durante audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (20), ficou determinado pela justiça que o oficial de justiça que causou o acidente fatal, vindo a vitimizar a  professora Gislâne Cruz, continuará preso.
 
Josias Texeira, de 63 anos estava dirigindo um veículo modelo Sandero na contramão no prologamento da Av. Prudente de Morais, quando então o carro que ele dirigia colidiu com o veículo o qual a professora se encontrava. 
 
Durante entrevista o acusado afirmou tomar medicamentos controlados e admitiu ter consumido bebidas alcoólicas. Ele permanecerá preso até o julgamento.