General Heleno testa positivo para o coronavírus

18/03/2020


Foto: Gilmar Felix/Câmara dos Deputados
 
O ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI) general Augusto Heleno testou positivo para o novo coronavírus. Minutos depois, Heleno afirmou em sua conta no Twitter que está assintomático, isolado em casa e aguardando o resultado da contraprova.
 
Informo que o resultado do meu segundo exame, realizado no HFA, acusou positivo. Aguardo  a contraprova da FioCruz. Estou sem febre e não apresento qualquer dos sintomas relacionados ao COVID-19. Estou isolado, em casa, e não atenderei telefonemas.
 
Heleno integrou a comitiva que acompanhou o presidente Jair Bolsonaro em viagem aos Estados Unidos. Este foi o segundo exame feito pelo ministro. No dia 12 de março, o resultado deu negativo. “O meu exame, realizado ontem, para diagnosticar a presença de coronavírus, deu negativo”, disse em seu perfil no Twitter.
 
O ministro do GSI tem 72 anos e, pela idade, está dentro do chamado grupo de risco. Além de pessoas idosas, com mais de 65 anos, asmáticos, pessoas com doenças cardíacas, fumantes e diabéticos também estão entre os mais propensos a apresentar os sintomas mais graves da infecção.  
 
Com isso, sobe para dezesseis o número de membros que integraram a comitiva de Bolsonaro ou tiveram contato com o grupo nos Estados Unidos que testaram positivo para o coronavírus. Na terça-feira 17, a contraprova realizada pelo deputado federal Daniel Freitas (PSL-SC) resultou positivo.
 
Além de Heleno e Freitas, testaram positivo Flavio Roscoe, presidente da Federação das Indústria do Estado de Minas Gerais (Fiemg); Marcos Troyjo, secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia; Robson Braga de Andrade, presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI); Fabio Wajngarten, secretário de Comunicação da Presidência da República (Secom); Nelsinho Trad (PSD-MS), senador; Nestor Forster, encarregado de negócios do Brasil nos Estados Unidos; Samy Liberman, secretário Especial Adjunto de Comunicação Social da Presidência; Francis Suarez, prefeito de Miami; Sérgio Lima, publicitário que trabalha com a família Bolsonaro na criação do partido Aliança pelo Brasil; Karina Kufa, advogada de Jair Bolsonaro; e quatro integrantes da equipe de apoio da comitiva.