Ciro Gomes vai ao STF para impedir “selvageria e aberração” da MP 297

23/03/2020


 
O ex-ministro e ex-candidato à presidência da República Ciro Gomes (PDT) afirmou nesta segunda-feira (23) que ajuizar uma ação no Supremo Tribunal Federal para impedir que a Medida Provisória 297, que autoriza patrões a suspenderem até 4 meses de salários dos trabalhadores no Brasil.
 
Gomes afirmou que a medida é “uma das coisas mais aberrantes, selvagens e estúpidas do ponto de vista técnico, econômico e social que eu já vi na minha vida”.
 
Ele lembrou que a medida adotada pelo governo Bolsonaro vai na contramão de outros países, a exemplo de EUA, Espanha, Itália e China, por exemplo, que também enfrentam a pandemia do Coronavírus, mas lançaram programas de renda mínima para complementar a renda dos trabalhadores nesse momento de crise.
 
– O Brasil R$ 1,355 trilhão no caixa único do tesouro nacional. Nosso povo precisa ser apoiado economicamente, as pessoas tem que comer, comprar remédio, comprar mascara e isso só pode ser feito se o governo criar um programa mínimo de renda de cidadania, além de praticar uma discreta expansão de dívida pública, que é o que os italianos estão fazendo, espanhóis, italianos, americanos, alemães… cortar a renda do trabalhador é o oposto daquilo que temos que fazer. Vamos ter uma explosão social em massa”, afirmou.
 
 

Fonte: Rafael Duarte/Saiba Mais