Governadora fala com LIDE em "reabertura "controlada e responsável" da economia

30/05/2020


 
 
"Vamos retomar as atividades econômicas de forma controlada, responsável e segura, como preconiza o plano que a representatividade produtiva do Estado elaborou". Foi o que disse a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, na sua participação no Fórum (virtual e aberto) promovido pelo LIDE RN – Grupo de Líderes Empresariais do Rio Grande do Norte, na manhã desta sexta-feira (29), com o tema ‘Combate ao Colapso Econômico e Social do RN’.
 
A Chefe do Executivo ouviu atentamente todos os líderes empresariais de diversos segmentos como turismo, agricultura, construção civil, energia, varejo. Foi provocada pelo presidente do LIDE, Jean Valério, e pelos líderes empresariais sobre o “day one”, ou seja, o início da execução do Plano de Retomada Econômica Gradual. E respondeu: "Estamos caminhando, se Deus quiser, para definir um calendário de retomada das atividades econômicas. Agora a definição de um calendário passa pela observância dos critérios epidemiológicos, taxa de contágios, taxa de internação".
 
Há forte expectativa de que o Governo do RN autorize a retomada econômica gradual com a definição do calendário a partir do próximo dia 5 de junho, mas a decisão depende do aval da chefe do executivo. Além da governadora, o Fórum do LIDE RN contou, de forma inédita, com a participação dos principais líderes dos setores produtivos do Estado, representantes da Bancada Federal no Congresso Nacional, da Assembleia Legislativa, Câmara Municipal de Natal, da Justiça do RN e do prefeito de Natal Álvaro Dias. O encontro se deu em tom de união total em prol da economia.
 
Líderes pedem reabertura gradual no 5 de junho
 
Líderes dos principais setores da economia potiguar manifestaram preocupação com o caos econômico que se aproxima e cobraram posicionamento da governadora. "Acho que chegou a hora de retomarmos nossas atividades econômicas, tomando todas as medidas e precauções sugeridas pelos institutos científicos e sanitários. Já temos espaço para começar a retomada a partir do dia 5 de junho", destacou Marcelo Queiroz, presidente da Fecomércio/RN.
 
Líder de um dos setores mais atingidos pela pandemia, José Odécio Júnior, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio Grande do Norte - ABIH/RN, corroborou com o colega do comércio e pediu união de todos os setores.
 
"Precisamos sair disso tudo, juntos. Temos condições de tirar o Rio Grande do Norte mais rápido dessa pandemia. Setor produtivo e entes públicos engajados. Faço até um apelo aos líderes políticos aqui presentes para que possamos ter um processo menos burocrático para sairmos rápido e melhores dessa crise", sugeriu.
 
A união do setor produtivo e público também foi sugerido pelo representante do Sebrae/RN. "Temos que juntar todos no estado e fazer o dever de casa para essa reabertura. Apesar do clima de guerra no país e da instabilidade institucional, vejo um horizonte promissor no Rio Grande do Norte para a retomada da economia", avaliou Zeca Melo, superintendente do Sebrae/RN, em sua fala.
 
"Ninguém sairá dessa crise sozinho. É um momento difícil e desafiador. Se todos tivermos juntos ficará mais fácil a retomada", disse Amaro Sales, presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Norte – FIERN, entidade que liderou a elaboração do Plano Gradual de Retomada Econômica.
 
"Não podemos esperar mais. Precisamos cuidar da vida das pessoas, mas, também, das empresas, algumas, inclusive, já estão na UTI. Com responsabilidade, cumprindo os protocolos e a legislação, vamos sair dessa juntos", concluiu Amaro.
 
Governadora Fátima Bezerra espera aval do comitê científico
 
Apesar dos apelos feitos pelo LIDE e pelos líderes empresariais pela retomada, Fátima Bezerra deixou claro que a pressão do setor produtivo e apenas a vontade de atender ao pleito não são suficientes para abrir a economia do Estado no próximo dia 5 de junho - o último Decreto estadual determinou isolamento social até o dia 4 de junho. "Não podemos dar um passo em falso. Seria um retrocesso. Vamos dar um passo seguro, responsável, planejado, compactuado, em diálogo com a sociedade. É o momento da união e do chamamento da sociedade".
 
Presidente do LIDE RN, Jean Valério, idealizador e condutor do debate que durou cerca de três horas, avaliou o evento como positivo e comprometeu-se em enviar documento ao Governo do RN consolidando os principais pleitos por segmento. “Quero destacar a forma democrática e transparente como a governadora Fátima Bezerra está conduzindo a crise. Nos ouviu atentamente por mais de duas horas e estou confiante de que ela dará uma resposta de incentivo ao retorno das nossas atividades, mas com regras rígidas e proteção absoluta”, destaca Jean.