Dez nomes em pré-campanha pela Prefeitura em Parnamirim

05/08/2020

Por: PINTO JÚNIOR
 
No município de Parnamirim dez nomes brigam pelos corações e mentes do eleitorado. Não se sabe, a preço de hoje, quem chegará fortalecido no dia quinze de novembro.
 
O nomes são Rosano Taveira, do PRB, que é o atual prefeito e tenta reeleição, Maurício Marques, do PROS, Airene Paiva, do PC do B;  Dolvim Dantas, do PRTB, Professora Nilda Cruz, do PSL, Iran Padilha, do PSDC; Professor Edivan Sousa, do Psol; Elienai Cartaxo, do PR; Francisca Henrique, do Podemos e Walter Fernandes, do PDT.
 
O prefeito Taveira tem grande rejeição em todas as pesquisas. Faz uma administração criticada. Mas é favorecido pela divisão da oposição. Assim, corre o risco de se reeleger com quantidade pequena de votos, por ter um voto a mais que o mais votado na fracionada oposição.
 
O ex-prefeito Maurício Marques foi o responsável pela eleição de Taveira no passado. Sabe os caminhos para derrotar o atual prefeito. seu desafio é crescer nas pesquisas e viabilizar a união de parte da oposição.
 
O partido do vice-presidente da República, Hamilton Mourão, apresenta o Coronel Dolvim Dantas. Sua família tem origem no município de Carnauba dos Dantas, mas sua infância foi em Parnamirim. O desafio de Dolvim é se tornar conhecido  dos eleitores locais, pois há décadas mora fora da cidade. Tenta encarnar o bolsonarismo, mas este está dividido entre vários nomes.
 
A professora Nilda faz um mandato aguerrido e formou uma boa nominata. Seu desafio é unir o PSL e receber apoio do partido a nível nacional. Nas pesquisas aparece em segundo lugar.
 
O professor Iran Padinha caminha na garupa do PSDC. Faz um discurso forte contra os políticos tradicionais com o slogan: Todos são farinha do mesmo saco. Seu desafio é se tornar conhecido e claro, convencer o eleitorado. As sondagens divulgadas até agora mostra que cerca de setenta por cento do eleitorado ainda não decidiu em quem votar. Iran aposta neste eleitorado.
 
Uma novidade a esquerda em Parnamirim é o nome do PSOL. O professor Edivan está determinado a fazer oposição ao prefeito Taveira. Sua estratégia é fazer o contraponto a Taveira.
 
A vice-prefeita de Parnamirim, Elienai Cartaxo é do partido de João Maia. Seu ponto forte é ter mandato de vice-prefeita e ter um filho vereador. A dificuldade de Elienai é explicar porque até pouco tempo estava no governo Taveira e só agora o critica.
 
A professora Francisca Henrique tem um nome limpo e muitos serviços prestados ao município de Parnamirim. Sua dificuldade é a imposição do partido que a impede de fazer coligação. A professora é filiada do Podemos e, segue as orientações do senador Stiverson Valentin.
 
Também pré-candidato, o ex-secretário do governp Agnelo Alves, Walter Fernandes é do PDT, de Carlos Eduardo Alves. A desvantagem de Walter é não ter feito nominata forte. Seu desafio é encarnar a narrativa de herdeiro da obra de Agnelo Alves, hoje encarnada por Maurício Marques.
 
A preço de hoje, nove nomes lutam pelos corações e mentes que habitam Parnamirim. Como o leitor e a leitora pode observar sobram nomes e faltam projetos.