"Nunca vi uma mulher na OAB não fazer algo por ser mulher", diz Aldo Medeiros

12/01/2021

Por: Jessyanne Bezerra

 

 

Nesta terça-feira (12), o jornalista Cefas Carvalho entrevistou o presidente da OAB-RN, Aldo Medeiros. Na conversa foram debatidos temas relacionados aos desafios da OAB no estado e no ano de 2021.

A Ordem dos Advogados do Brasil é a entidade máxima de representação dos advogados brasileiros e a responsável pela regulamentação da advocacia, em relação aos desafios que serão enfrentados no ambito estadual, Aldo Medeiros declarou "É preciso resolver ainda mais os conflitos sem precisar da judicialização, sem ir ao poder judiciário, a capacidade de negociação e formulação com contratos, deixando as regras claras. Precisamos caminhar pra esse lado". E complementou "nós temos, na OAB-RN, a consciência de que é muito importante a adaptação da advocacia a essa nova realidade".

Em relação a paridade entre homens e mulheres, que foi um movimento de ampliar a participação da mulher na advocacia, o presidente da OAB-RN afirmou "a OAB há muitos anos vem tendo o movimento para incluir de forma mais participativa as mulheres, aqui no Rio Grande do Norte não tivemos muitos problemas porque já é visivel essa presença feminina" e acrescentou "por exemplo aqui no estado temos dos cinco diretores, duas são mulheres; temos uma conselheira federal; dos sete presidentes de subseções, cinco são mulheres".

Aprofundando um pouco mais na questão da inclusão na OAB, Aldo Medeiros explicou "A partir desse ano os colegiados da OAB que vão ser eleitos terão 50% de paridade obrigatória. Já temos uma política de que nos nossos eventos têm que ter no mínimo 30% de cada gênero" e complementou "Foi aprovado também uma cota racial de 30% para pessoas consideradas pretas e pardas, e a nossa missão é tornar isso efetivo".

Para saber mais, confira a entrevista na íntegra acessando o link: https://youtu.be/U05zTynjYyU