"A OAB e os advogados tem direito a ter posições" diz Carlos Tomás

19/01/2021

Por: Jessyanne Bezerra

 

 

Nesta terça-feira (19), o jornalista Cefas Carvalho entrevistou o advogado, Carlos Tomás. Na conversa foram debatidos temas referentes ao caso Mineiro/Beto Rosado e sobre a OAB.

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) marcou para o dia 22 de janeiro de 2021 o julgamento do caso Kerinho (PDT). Foram os votos recebidos pelo candidato Kericles Alves, registrado na urna eletrônica como Kerinho, que ajudaram a eleger o atual deputado federal Beto Rosado (PP), tirando a vaga que a princípio seria de Fernando Mineiro (PT), já que o PP e o PDT faziam parte de uma mesma coligação.

Sobre o caso, o Dr. Carlos Tomás explicou "O atual deputado federal Beto Rosado, coligou-se com o partido do Kerinho, então o que acontece: o candidato que teve a maior expressão de votos popular foi Fernando Mineiro, só que a coligação que foi formada por Beto Rosado e Kerinho agregou quase 9 mil votos a mais. E nessa recontagem acabou sendo diplomado Beto Rosado em detrimento de Mineiro" e complementou "foi feito um nó cego na justiça e isso consiste em Kerinho, ainda no periodo eleitoral em que ele apresentou o seu registro a candidatura a deputado federal, ele deixou de entregar o documento de quitação eleitoral. A defesa de Mineiro e o TRE/RN se manifestaram sobre esse assunto, inclusive indeferindo o registro dessa candidatura".

Já em relação sobre o comportamento do presidente da OAB, Felipe Santa Cruz, o Dr. Carlos Tomás afirmou "O presidente da OAB ele representa uma sui generis, ou seja, igual e isso representa a classe dos advogados e que são essenciais para a manutenção da justiça" e complementou "a relevância do cargo do Santa Cruz é muito grande e ele deve se afastar de questão políticas, mas a política é atrelada as leis, o direito e em algum momento a atuação do presidente pode ser confundida como manifestação política. Mas há um desgaste em relação a alguns posicionamentos do presidente em relação ao governo, porque na visão dele, mas não só dele como também da OAB, na violação de direito fundamentais. E isso, não só o Felipe Santa Cruz, mas como qualquer advogado tem o direito de intervir nessas violações".

Para saber mais veja a entrevista acessando o link:https://youtu.be/EMgaCuhNJBg