Ações da Petrobras e estatais têm forte queda após intervenção de Bolsonaro

22/02/2021

Por: Jessyanne Bezerra
Foto: Reuters

 

As ações da Petrobras despencaram no pré-mercado de Nova York nesta segunda-feira (22), com os investidores reagindo negativamente à decisão do presidente Jair Bolsonaro de trocar o comando da estatal, indicando uma abertura turbulenta também na bolsa brasileira.

Após a indicação do governo do general Joaquim Silva e Luna para presidência da Petrobras, em substituição a Roberto Castello Branco, a percepção de risco para as ações da companhia, que já estava alta por conta das críticas de Jair Bolsonaro ao reajuste de combustíveis e ao CEO da estatal, aumentou ainda mais, com as ações da Petrobras despencando mais de 19%, com a ação PETR3 em baixa de 19,48%, a R$ 21,85, na primeira hora de pregão, enquanto os ativos PETR4 tinham baixa de 18,88%, a R$ 22,20. Diversas casas de análise já reduziram a sua recomendação para os papéis da companhia após as notícias desde a última sexta-feira.

No Brasil, a Bovespa fechou na sexta antes do anúncio da troca, mas as ações da estatal também caíram forte por conta de declarações anteriores de Bolsonaro. As ações preferenciais da Petrobras recuaram mais de 6% na Bovespa, enquanto as ordinárias caíram 7,50%. Com a queda, a companhia perdeu em um único dia R$ 28 bilhões em valor de mercado, segundo dados da Economatica.

Os investidores ficam de olho também nas ações do BB e da Eletrobras, que também despencam na sessão. Os papéis BBAS3, ELET3 e ELET6 têm baixa de cerca de 10%.

Os investidores também ficam de olho na repercussão da notícia sobre os estudos para fusão entre Lojas Americanas e B2W, que são as únicas altas do Ibovespa na sessão em meio aos estudos para a fusão entre as duas empresas.

A troca na presidência da Petrobras gerou críticas. Entre elas, do ex-secretário de Desestatização do Ministério da Economia, Salim Mattar, que considerou a decisão "lastimável". O ex-presidente do Banco Central Gustavo Franco tuitou: "Boa tarde, Venezuela".