Conexão Potiguar recebe Arley Souza, babalorixá

30/03/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta terça-feira, às 6h 30, no programa Conexão Potiguar, pela Band Natal em parceria com a TV digital Potiguar Notícias, o jornalista Pinto Junior recebeu Arlei Souza, babalorixá (pai de santo), designação dada, nas religiões de base africana, aos seus sacerdotes, que falou sobre a origem de sua crença, além das particularidades desses movimentos religiosos.

         Segundo o religioso, sua crença nasceu ainda no período de infância por intermédio de uma tia, que era adepta de religiões de matriz africana. Para ele, no entanto, a trajetória para encontrar sua vocação foi difícil, na medida em que transitou por outras religiões, sobretudo de base cristã, como protestantismo e catolicismo, até chegar à Umbanda e, por fim, o Candomblé e a Jurema Sagrada, movimento religioso sincrético de origem nordestina.

         Em relação às diferenças entre as religiões africanas, o babalorixá explica: " entre essas vertentes, as mudanças ocorrem mediante o culto a entidades diversas. No caso da Jurema Sagrada, nós cultuamos os mestres e mestras e os caboclos; na Umbanda, contemplamos os pretos velhos, exús e pombagiras; por sua vez, no Candomblé, cultuamos os orixás, que se constituem como a força da natureza".

         No que se refere à consonância entre as religiões de matriz africana e o Cristianismo, Arlei Sousa orienta: "na verdade, o que eu costumo dizer é que não importa a forma como o indivíduo chega a Deus, mas sim alcançá-lo. Em outras palavras, o meu Deus é exatamente o mesmo das igrejas, e a minha crença nos orixás me fortalece um pouco mais", finaliza.

 

Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/u3GOAJLvFZs