´Bancada Feminina` de Parnamirim aprova lei contra condenados por Maria da Penha

01/04/2021

Por: CEFAS CARVALHO
 
 
A Câmara de Parnamirim aprovou, nesta quarta-feira (31), por unanimidade, Projeto de Lei nº 034/2021, que proíbe a nomeação de pessoas que tenham sido condenadas pela Lei Maria da Penha (Lei Federal nº 11.340/206) para cargos públicos municipais, com autoria de todos os vereadores.
 
Foi uma conquista da chamada ´bancada feminina` formada pelas vereadoras Carol Pires, Fativan Alves e Rhalessa Santos.
 
"Ressaltamos durante a sessão o fato de ter sido um projeto coletivo que recebeu a adesão de todos os vereadores, principalmente numa Casa que tem a maioria de homens, a aprovação desse projeto é muito significativa para toda sociedade", afirmou Fativan. O projeto agora será encaminhado para sanção do Poder Executivo.
 
MULHERES NA CÂMARA
 
Na Câmara Municipal de Parnamirim, em relação à legislatura passada, a representação feminina diminuiu pela metade, ainda assim mostra força e presença na Mesa Diretora da Casa.
 
Na legislatura passada (2017-2020) haviam nada menos que seis vereadores. Nesta que começou em janeiro, apenas três.
 
As atuais vereadoras da casa são Carol Pires, Fativan Alves e Rhalessa Santos. A primeira, uma novata. As outras duas reeleitas para um segundo mandato.
 
Na legislação passada, além das citadas Fayivan e Rhalessa, a bancada feminina era formada por Vandilma de Oliveira, Ana Michelle, Kátia Pires e Nilda Cruz.
 
Destas quatro, Vandilma e Ana Michelle tentaram reeleição, mas, sem obter êxito.