MP Eleitoral pede cassação de mandatos de prefeito e vice de Pedra Grande

07/04/2021


Foto: Vice-prefeito Agrício e o prefeito Pedro Henrique / Redes sociais
 
O Ministério Público Eleitoral pede recurso ao juízo da 052ª Zona Eleitoral de São Bento do Norte em prol da cassação dos diplomas e dos mandatos do atual prefeito de Pedra Grande, Pedro Henrique (PSDB), e de seu vice, Agrício Melo (PRB). A motivação seria devido à prática de abuso de poder político e econômico, bem como captação ilícita de sufrágio, durante o pleito ocorrido no ano de 2020.
 
Nos autos da presente Ação de Investigação Judicial Eleitoral, ajuizada por Luciene Pereira Tonico em face de Pedro Henrique de Souza Silva e Agricio Pereira de Melo, candidatos a Prefeito e Vice Prefeito do Município de Pedra Grande/RN, visando, em síntese, a cassação dos diplomas dos representados, devido à prática de abuso de poder político e econômico, bem como captação ilícita de sufrágio, durante o pleito ocorrido no ano de 2020.
 
Também foram observados as provas carreadas aos autos (fotos e depoimentos), demonstram a prática ilícita de evento eleitoral, com distribuição de bebidas e comida, para a harmonização das ações que deverão ser praticadas no dia da eleição, inclusive com o fornecimento de transporte para captação de eleitores das cidades vizinhas, para serem levadas ao local de votação no dia do sufrágio, e a distribuição de combustível de forma, no mínimo duvidosa, para possíveis eleitores do atual gestor do município de Pedra Grande/RN.
 
O texto enviado pelo MP Eleitoral ainda cita prova carreada que conduz à comprovação de que houve a prática de abuso do poder econômico, utilização indevida dos meios de comunicação e captação ilícita de sufrágio praticada pelos representados, merecendo a presente demanda sua total procedência.

Fonte: André Correia