"O presidente da república é um genocida", afirma presidente estadual do PT

13/04/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta terça-feira, no jornal Potiguar Notícias, o jornalista Cefas Carvalho entrevistou Junior Souto, presidente estadual do Partido dos Trabalhadores (PT), que falou sobre o áudio vasado entre o senador Jorge Kajuru e o presidente Jair Bolsonaro, além de uma avaliação sobre o mandato da governadora Fátima Bezerra.

         Segundo o dirigente partidário, a crise política se intensifica a cada dia, sobretudo pelos ataques reiterados do presidente às instituições e, consequentemente, à democracia. Para ele, o episódio do áudio vasado entre o atual chefe do executivo federal e um senador da república atesta uma conspiração contra os outros poderes, uma vez que estabelecia uma tentativa de mudança no encaminhamento da CPI da Covid-19.

         Em relação aos conflitos entre o governo federal, estados e municípios na condução do combate à pandemia, o presidente estadual do PT ressalta: "estamos vivendo uma situação dramática, de fato, e ela foi fomentada, sem dúvida, pelas ações irresponsáveis de Jair Bolsonaro. Inclusive, ele tenta passar a responsabilidade dessa crise para os governadores, que, na verdade, estão agindo de maneira adequada, a fim de preservar a vida das pessoas. O fato é que, pelo que fez até agora, podemos considerar o presidente da república como um genocida".

         No que se refere à gestão de Fatima Bezerra durante a pandemia, Junior Souto salienta: "a governadora está colhendo os louros de uma política absolutamente adequada, alicerçada na empatia, responsabilidade e baseada nas orientações científicas. Ela tem demonstrado uma dedicação pessoal admirável neste período de crise, embora o cenário nacional não ajude, devido ao atraso no processo de vacinação", finaliza.

 

Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/3JD8ldJeQ0E