"Nós temos, infelizmente, um governo federal negacionista", diz Angely Cunha

23/04/2021

Por: Redação PN

 

 

         Nesta sexta-feira, às 6h 30, no programa Conexão Potiguar, pela Band Natal em parceria com a TV digital Potiguar Notícias, o jornalista Pinto Junior recebeu a assistente social Angely Cunha, presidente do Conselho Regional de Assistência Social, que falou sobre as atribuições do órgão, além da política ligada ao processo de vacinação e a união da categoria com outros setores.

         Segundo a presidente, os principais objetivos do Conselho são o de orientar e fiscalizar o exercício profissional, mas também o de defender, assim como a premissa básica da categoria, os direitos sociais, como o acesso à moradia, à alimentação e, atualmente, à vacinação. Para ela, portanto, a prerrogativa das atribuições do órgão é servir à população a partir da luta pela garantia dos direitos fundamentais.

         Em relação ao processo de vacinação, a assistente social ressalta: "o que nós temos hoje, lamentavelmente, é uma política federal negacionista, que negligencia as vidas dos brasileiros. Nesse sentido, não existem políticas sociais integradas e esse, inclusive, é um dos nossos desafios como Conselho. Ademais, os governos do Nordeste estabeleceram um consórcio para a aquisição de vacinas, mas que esbarra, muitas vezes, nesses conflitos entre os poderes da República, e a população, consequentemente, padece. Em suma, o que garante a vida hoje é a vacina e a ciência".

         No que concerne ao caráter multidisciplinar da assistência social, Angely Cunha salienta: "nós trabalhamos sempre de forma conjunta, uma vez que entendemos que a saúde não significa apenas ausência de doença, mas está também relacionada aos determinantes sociais, políticos e psicológicos. Sendo assim, precisamos atuar na busca pela viabilização dos direitos inalienáveis do cidadão, nos unindo e cooperando com outras categorias", finaliza.

 

Para assistir á entrevista, acesse o link:https://youtu.be/tF86L4nzouQ