Taveira não se manifestou publicamente sobre vereador preso e Operação Fura-fila

28/04/2021

Por: REDAÇÃO DO PN
 
O prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira, ainda não se manifestou publicamente sobre a prisão, no dia 20, do vereador em Parnamirim Diogo Rodrigues da Silva (PSD) acusado de chefiar um esquema de fura-filas para marcação de exames e consultas pelo Sistema Único de Saúde no Rio Grande do Norte. 
 
Diogo Rodrigues é ex-diretor da central de regulação de consultas e exames de Parnamirim, ligado à secretaria municipal de Saúde do município, na gestão do prefeito Rosaldo Taveira da Cunha (PRB).
 
Embora nenhum ponto da investigação até agora ligue as ações de Diogo a Taveira ou qualquer outra autoridade da Prefeitura e da Secretaria de Saúde, vereadores e políticos de oposição acreditam que Taveira deveria prestar esclarecimentos sobre a nomeação de Diogo para o cargo onde ele teria cometido os ilícitos.
 
Em entrevista ao programa Jornal Potiguar Notícias, a vereadora Fativan Alves afirmou que "é improvável que Diogo tenha agido sem o conhecimento de pessoas mais poderosas, ele tinha liberdade de ação e as senhas dos sistemas".
 
Diogo foi o segundo vereador mais votado de Parnamirim, com 2.266 votos. Ele é filiado ao PSD, partido dirigido no Estado pelo ex-governador Robinson Faria e pelo ministro das Comunicações Fábio Faria.
 
O MP emitiu ainda 22 mandados de busca e apreensão nas cidades de Natal, Parnamirim, Mossoró, Caicó, Monte Alegre, Areia Branca, Brejinho, Frutuoso Gomes, Rafael Godeiro e Passa e Fica.