Conexão Potiguar: “mobilidade metropolitana é o grande gargalo”, diz Jan Varela

26/05/2021


No ar de segunda à sexta, às 6h30, na Band Natal e na TV digital do Potiguar Notícias, o Conexão Potiguar desta quarta-feira (26), com apresentação de Cefas Carvalho, recebeu o advogado e coordenador da Região Metropolitana de Natal (RMN), Jan Varela. A assessoria ao Governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual de Planejamento e Finanças do RN (Seplan), na gestão e planejamento metropolitano é tema da conversa. 

 

Questionado sobre a interação entre Governo do Estado e prefeituras, Varela reforça o diálogo aberto entre Poder Executivo e secretarias de planejamento, meio ambiente e saúde, que intensificou-se em tempos de pandemia. Segundo o advogado, o papel da Coordenadoria da RMN é de, no limite das responsabilidades de cada pasta, solucionar os problemas urbanos referentes às 15 municipalidades que compõem a região. 

 

Dentre eles, um dos temas mais recorrentes é o transporte intermunicipal. O coordenador aponta para a falta de iniciativa das empresas concessionárias de transporte público em compartilhar as atribuições com o Governo do Estado. “A mobilidade metropolitana é o grande gargalo, precisamos reconhecer e buscar soluções. Nós temos a experiência do VLT, que faz o percurso Ceará-Mirim/ Natal/ Parnamirim, isto é um exemplo de transporte metropolitano, mas este VLT precisa dialogar com os outros modais como: ônibus, alternativo, uber. Neste sentido, nós buscamos uma intermediação. Não é fácil, nós reconhecemos, porque a legislação determina que o transporte público seja de responsabilidade do município. No que cabe ao Governo do Estado, por meio do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), nós buscamos essa interlocução. Mas é preciso que as concessionárias dialoguem, porque muitas vezes a empresa (de transporte público) explora Natal, mas não explora São Gonçalo do Amarante, ou Extremoz. É preciso ocorrer um diálogo entre essas empresas, porque cabe à elas oferecer uma alternativa. Obviamente que nós do Governo do Estado temos responsabilidade do ponto de vista da legislação, mas existem limites dentro da legalidade para impor o compartilhamento de atribuições como a implementação da passagem digital”, afirma Jan Varela.

 

Ainda sobre as responsabilidades de sua coordenadoria, o advogado alerta para a importância do  macro planejamento a partir do recorte no Plano Diretor que trate dos municípios que compõem a Região Metropolitana de Natal. São eles: Arês, Bom Jesus, Ceará-Mirim, Extremoz, Goianinha, Ielmo Marinho, Macaíba, Maxaranguape, Monte Alegre, Natal, Nísia Floresta, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, São José de Mipibu e Vera Cruz.

 

Veja a entrevista na íntegra clicando aqui: 

https://www.youtube.com/watch?v=VruB6ZHbmw8&t=614s