"A meta é formar profissionais competentes e críticos", diz Melquiades de Lima

26/05/2021

Por: Redação PN
Foto: Redação PN

 

 

       Nesta quarta-feira, no jornal Potiguar Notícias - Primeira Edição, a jornalista Andrezza Tavares entrevistou o professor Melquíades Lima, diretor de extensão do IFRN/CNAT, que falou sobre o objetivo dos projetos de extensão, as parcerias da instituição e o projeto que é desenvolvido com os idosos.

    Segundo o diretor, o setor de extensão tem por finalidade levar o conhecimento da instituição para as comunidades, bem como para as escolas da rede pública e privada. Essa disseminação de conhecimento, de acordo com seu relato, é feita por meio da mão de obra qualificada dos alunos, desenvolvida em estágios nas empresas e rede pública de ensino, ou mediante projetos que difundem a expertise do instituto por meio da aplicação direta dos estudantes em sua prática profissional.

    Em relação às parcerias estabelecidas pelo IFRN, o professor salienta: "temos diversas parcerias com empresas e instituições públicas. Na verdade, nós contemplamos dois grandes focos: o primeiro é oferecer ao mercado uma mão de obra qualificada, que são os nossos alunos, formados a partir dos nossos cursos de graduação (informática, administração, eletromecânica, geologia, controle ambiental etc) e pós-graduação. O segundo ponto que concerne às parcerias remete aos projetos de extensão, em que levamos, em suma, soluções para os problemas das empresas e instituições públicas".

    No que se refere ao projeto da instituição federal com os idosos, um dos grupos mais atingidos pela pandemia da covid-19, o professor Melquíades Lima ressalta: "nós desenolvermos um trabalho muito consistente com os idosos, com o atendimento de mais de 1000 pessoas em nossos campus, proporcionando entretenimento, atividades esportivas, além de cuidados com a saúde. Inclusive, é preciso destacar que nossos profissionais não pararam durante esse período de crise, justamente para oferecer a esses cidadãos uma qualidade de vida", finaliza


Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/wk8H795A748