"Precisamos investir em energias sustentáveis", diz Pedro Góis

28/05/2021

Por: Redação PN

 

 

          Nesta quinta-feira, no jornal Potiguar Notícias - Primeira Edição, a jornalista Heloísa Macedo entrevistou Pedro Lúcio Góis, secretário-geral do SINDIPETRO/RN (Sindicato dos Petroleiros do RN), que falou sobre a situação atual da Petrobras, além de fazer uma avaliação do cenário político em torno das questões envolvendo a estatal.

          Segundo o secretário, atualmente existem inúmeros desafios concernentes à indústria petrolífera e à defesa da Petrobras. Sobre a estatal, ele relata que vários trabalhadores espalhados pelo país estão em greve há muitos dias, na medida em que a compania quer fechar e "Petrobras Biocombustíveis", empresa focada no desenvolvimento de energias sustentáveis e voltada para o novo ciclo de energias renováveis.

         Ainda em relação ao fechamento da empresa de biocombustíveis e a consequente greve dos seus operários, Pedro Góis salienta: "a Petrobras começou o desmonte dessa compania em 2016, sob a vigência do governo de Michel Temer, após o golpe de estado contra Dilma Roussef, quando encerrou as atividades, a princípio, das usinas de biodiesel de Guamaré, no Rio Grande do Norte, e na cidade de Quixadá, no interior do Ceará. Nesse sentido, é preciso alertar à sociedade brasileira que o caminho deveria ser justamente o inverso, ou seja, o investimento em energias sustentáveis".

          No que se refere à conjuntura da política nacional em torno dessa questão da Petrobras, o secretário-geral do SINDIPETRO enfatiza: "o cenário político, especificamente sobre esse fato, é extremamente complexo, e é muito semelhante ao período do governo FHC, quando, na oportunidade, o presidente queria alterar o nome da estatal a fim de prepará-la para a venda para o capital internacional. A partir desse desmanche de um patrimônio brasileiro como é a Petrobras, apontamos para um futuro de submissão aos países que vão exportar o petróleo para abastecer o mercado nacional", finaliza.

 

Para assistir à entrevista, acesse o link: https://youtu.be/zB6mAmg7ZGo