Em novo decreto, espaços poderão funcionar com capacidade máxima já em setembro

23/06/2021

Por: Luan Figueredo
Foto: Reprodução

 

O Governo do RN publicou, nesta quarta-feira (23), decreto no Diário Oficial definindo o calendário para retomada de eventos no estado. O documento prorroga as medidas de restrição do decreto anterior, como a proibição de festas juninas e fogueiras. 

 

O calendário está dividido em etapas, a primeira prevista para a próxima sexta-feira, dia 25 de junho. Em setembro, na última fase, os espaços poderão funcionar em sua capacidade máxima. Os espaços foram divididos em 3 tipos diferentes: tipo I - eventos corporativos, técnicos, científicos e convenções; tipo II - eventos de massa, sociais, recreativos e similares; tipo III - cinemas, museus, teatros, circos, parques de diversões e afins.
 

Confira o calendário de retomada dos eventos:

 Tipo I e III

  • Fase 1 - A partir de 25 de junho de 2021 com ocupação máxima de 20% da capacidade, no máximo 150 pessoas;
  • Fase 2 - A partir de 09 de julho 2021, com ocupação máxima de 40% da capacidade, no máximo 300 pessoas;
  • Fase 3 - A partir de 23 de julho de 2021, com ocupação máxima de 60% da capacidade, no máximo 450 pessoas;
  • Fase 4 - A partir de 06 de agosto de 2021, com ocupação máxima de 80% da capacidade, no máximo 600 pessoas;
  • Fase 5 - A partir de 20 de agosto, permitida a ocupação de 100% da capacidade.

 

 Tipo II

  • Fase 1 - A partir de 23 julho de 2021, com ocupação máxima de 20% da capacidade, no máximo 150 pessoas;
  • Fase 2 - A partir de 06 de agosto 2021, com ocupação máxima de 40% da capacidade, no máximo 300 pessoas;
  • Fase 3 - A partir de 20 de agosto de 2021, com ocupação máxima de 60% da capacidade, no máximo 450 pessoas;
  • Fase 4 - A partir de 03 de setembro de 2021, com ocupação máxima de 80% da capacidade, no máximo 600 pessoas;
  • Fase 5 - A partir de 17 de setembro de 2021, permitida a ocupação de 100% da capacidade.
  •  

Fátima Bezerra (PT-RN) pediu a prefeitos de diversos municípios, em reunião ontem à noite (22), colaboração para que os decretos fossem cumpridos.O novo decreto prorroga a vigência das medidas restritivas até o dia 07 de julho.