Argentina vence o Brasil no Maracanã e se torna campeã da Copa América

11/07/2021


Foto: Messi levanta a taça da Copa América no Maracanã.AMANDA PEROBELLI / REUTERS
 
A primeira final entre Brasil e Argentina disputada no Maracanã terminou com vitória argentina. Di Maria, com um lindo toque de cobertura, marcou o único gol da vitória por 1 a 0 que destronou a seleção brasileira em seu palco mais simbólico, acabou com o jejum de 28 anos sem títulos e garantiu a taça da Copa América 2021 neste sábado, 10 de julho.
 
Em um jogo duro, cheio de divididas, cartões amarelos e reclamações, que terminou com muita festa albiceleste e uma exibição de gala do meia De Paul, autor do lançamento para o gol decisivo da partida.
 
Sem desfalques por covid-19, Tite não contou apenas com o atacante Gabriel Jesus, suspenso por cartão vermelho. Everton Cebolinha foi escolhido para o seu lugar. Assim, o Brasil entrou em campo com Ederson; Danilo, Marquinhos, Thiago Silva e Renan Lodi; Casemiro, Fred e Lucas Paquetá; Cebolinha, Richarlison e Neymar. A Argentina respondeu escalando os titulares Emiliano Martínez; Montiel, Romero, Otamendi e Acuña; Paredes, Lo Celso, De Paul e Di María; Messi e Lautaro Martínez.
 
O primeiro tempo trouxe a energia de um jogo mais disputado do que bem fluido. Sobraram divididas para Neymar, que teve até o shorts rasgado por um adversário. Mas, no meio dos duelos, De Paul achou espaço aos 21 minutos para lançar nas costas de Renan Lodi. O lateral brasileiro vacilou, Di Maria dominou e, na cara do goleiro, deu um toquinho por cima para abrir o placar. Foi a primeira vez que a Argentina marcou um gol em uma final com Messi em campo, na quinta tentativa. O 1 a 0 durou até o intervalo, com os argentinos melhores e criando mais chances de ampliar o placar.
 
No segundo tempo, com catimba e muita organização defensiva, a Argentina suportou a pressão brasileira para encerrar seu jejum de 28 anos e conquistar a 15ª Copa América de sua história, igualando o Uruguai como maior vencedora da competição sul-americana.
 
 

Fonte: Com informações do El País Brasil