CPI DA COVID: Empresas lucram 1.230% com remédio sem eficácia contra a Covid

11/08/2021

Por: Jessyanne Bezerra
Foto: Reprodução

 

Com o retorno da CPI da Covid, nesta quart-feira, os senadores interrogam Jailton Batista, diretor-executivo da Vitamedic, uma das principais produtoras de ivermectina no Brasil.

Em depoimento, o executivo disse que a farmacêutica pagou por anúncios publicitários promovendo o uso de medicamentos que não têm comprovação científica de eficácia contra a Covid-19. O anúncio era atribuído à organização Médicos pela Vida. Documentos enviados pela empresa à CPI mostram que a Vitamedic teve um aumento de 1.230% na venda de ivermectina em 2020.

A empresa produz medicamentos que fazem parte do “kit covid” que o governo Jair Bolsonaro propagandeou em vários momentos.

De acordo com os relatórios, as vendas da ivermectina saltaram de 24,6 milhões de comprimidos em 2019 para 297,5 milhões em 2020 — um crescimento superior a 1.105%. O preço médio da caixa com 500 comprimidos subiu de R$ 73,87 para R$ 240,90 — um incremento de 226%.