“As ações de Bolsonaro não são compatíveis com o futuro da democracia no Brasil”, alerta FHC

16/09/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: veja.abril.com.br

 

Nesta quinta-feira, em um painel do ciclo de debates virtuais ‘Um Novo Rumo para o Brasil’, organizado por quatro partidos políticos – MDB, PSDB, DEM e Cidadania, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (94-2002), em análise sobre o atual cenário político no Brasil, apontou que é necessário a formação de uma união entre os partidos em torno da defesa dos princípios democráticos. A avaliação do ex-mandatário se deve, segundo ele, aos “arroubos antirrepublicanos” de Jair Bolsonaro.
 

De acordo com Fernando Henrique Cardoso, apesar das eventuais diferenças ideológicas entre as legendas, é imprescindível que neste momento se estabeleça uma unidade. “Não dá para negar o fato de que o presidente Bolsonaro tem atitudes que não são condizentes com o futuro democrático. Ele não vai conseguir, nem creio que tenha objetivo de consegui-lo, mas cabe a nós, que temos experiência histórica, reavivar na memória de todos os brasileiros a necessidade de estarmos juntos em defesa da liberdade e pela democracia. É chegada a hora de um toque de alerta”, afirmou.


Embora entenda que a situação do país é de “relativa tranquilidade'', sobretudo se comparada a outros momentos da história, o ex-presidente, que também é um sociólogo, salientou que as oscilações nas mais diversas instâncias, mas principalmente no universo político, são naturais, e a estabilidade não pode ser encarada como uma certeza. 


"Apesar de que às vezes sentimos certa intranquilidade, o fato de pertencermos a partidos diferentes e estarmos juntos é importante. Mostra que há clima para isso “O significado do nosso encontro é importante para o momento atual do Brasil”, disse FHC. 


Além do ex-presidente, Michel Temer, José Sarney, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim e os presidentes dos quatro partidos organizadores: Baleia Rossi, do MDB; Bruno Araújo, do PSDB; ACM Neto, do DEM; e Roberto Freire, do Cidadania, também participaram do evento.