“Não tenho superpoderes”, ressalta Bolsonaro

16/09/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: paraibaja.com.br

 

Em seu famoso cercadinho no Palácio da Alvorada, o presidente Jair Bolsonaro estabeleceu um conflito com seus apoiadores, ao reclamar da demanda de pedidos que recebe cotidianamente. Em um tom diferente do que costumar adotar com seus seguidores, o chefe do executivo federal afirmou que não tem “superpoderes”, deixando claro as limitações que a cadeira presidencial impõe.


Em meio a solicitações para resoluções de problemas das mais variadas esferas, no local que se tornou profícuo para conseguir sucesso em relação às suas pautas, o mandatário se desentendeu com um eleitor, o qual pedia uma solução para uma questão de ordem pessoal, referente a uma patente. "Não tenho como resolver o problema de todo mundo aqui. Eu passo por cima da Justiça? Então não é comigo", respondeu de maneira ríspida. 


Essa declaração de Bolsonaro foi dada após a apresentação pública de sua carta sobre a harmonia entre os poderes, escrita com ajuda do ex-presidente Michel Temer, ainda no calor da repercussão dos atos do Dia da Independência (7), o que sugere uma tentativa de amenização no embate do mandatário com o Supremo Tribunal Federal (STF). Nos últimos meses, o presidente se envolveu em conflitos reiterados com os ministros Luis Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, sendo este último o responsável por inserí-lo no inquérito das fake news, apreciado pela Polícia Federal.


Ainda no que concerne à sua irritação com o supracitado alto número de reivindicações que recebe, nessa quarta-feira (15), Bolsonaro, ao ser ser questionado por um taxista sobre uma portaria do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), que exigia a instalação de um cabo nos táxis, respondeu agressivamente. "Eu não sei de tudo o que acontece nesse governo, são 23 ministérios. Eu vou resolver esse assunto, mas não dessa forma como você está falando comigo. Aqui não é lugar para resolver certas coisas. Se tiver educação, eu resolvo qualquer problema", falou o presidente.