Escritoras de Natal participam da Bienal Internacional do livro de Pernambuco neste dia 12

10/10/2021


 
As escritoras Araceli Sobreira e Drika Duarte participam neste dia 12 de outubro das atividades de encerramento da XIII Bienal Internacional do Livro de Pernambuco - maior evento literário do Nordeste e o terceiro do Brasil, que, neste ano, homenageia o centenário de Paulo Freire e a poeta pernambucana Cida Pedrosa.
 
O evento acontece no Centro de Convenções de Olinda desde o dia 01 de outubro com intensa programação literária e cultural.  As duas autoras da poesia potiguar estarão no evento para falar sobre “As mulheres do sertão e do agreste na escrita e no empoderamento da autoria feminina na contemporaneidade”, no Painel Círculo de Ideias”. De acordo com Araceli Sobreira,
 
“Será o primeiro evento presencial de grande porte do ano e isso reconfigura a situação vivida em 2020 e 2021 para muitos autores que tiveram seus livros retidos nas estantes. Além disso, representar o RN em um evento como este é abrir caminho para levar nossa poesia para novas leitoras e leitores. A obra principal de Araceli, na Bienal, é o livro Poesia para lembrar da mulher que sou (Trayri, 2021) que será lançada no estande da livraria Palavra Encantada, e que recebeu apoio da Lei Aldir Blanc/RN Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.
 
O livro de Araceli também tirou o segundo lugar no concurso de Poesia Luís Carlos Guimarães, da Fundação José Augusto, realizado em dezembro de 2020, como uma das políticas de investimento à cultura durante a pandemia e tem sido bem acolhido pelo público feminino, segundo Araceli : “É um momento muito importante falar sobre mulheres – diante de tantas dificuldades e retrocessos que se vive no país e minha poesia abre uma reflexão sobre como as nossas ancestrais viviam, sobre como sobreviveram, como nos influenciaram. A obra fortalece a memória afetiva da autora, dialogando com a dimensão da ancestralidade, do ambiente da intimidade feminina e das relações com a dor, a raiva, o medo, a ansiedade e os sonhos, além da dureza da vida das mães e avós. O despertar dessa mulher poeta aparece em cenas cotidianas como o cozinhar, o sair e não ter com quem deixar os filhos, a violência familiar, etc., a partir da exploração sensibilidade e da invocação da ancestralidade e das origens dos seres e objetos do mundo.
 
Drika Duarte também estará no evento com seu mais recente livro Transversa – livro intenso e de uma poética feminina bastante necessária neste momento de turbulências sociais. Além de Transversa, a autora lançará o livro infantil “Sobre as coisas que eu não sei” que narra a história de uma menina e de seu pai analfabeto e catador de papel. A curiosidade de saber o que estava escrito nos papéis coletados transporta a garota para uma aventura entusiasmante rumo ao conhecimento. A obra, ilustrada por Flávia Duarte, aborda a questão ambiental e incentiva as crianças a serem pesquisadores e cientistas dos fenômenos da natureza e dos mistérios da vida.  Ambos os livros foram viabilizados através de recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.
 
SERVIÇO
 
LANÇAMENTO:
Poesia para Lembrar da Mulher que Sou – Araceli Sobreira
Transversa – Drika Duarte
Sobre as coisas que eu não sei -Drika Duarte
Estande Livraria Palavra Encantada – 12/10  Horário: 17h 
Local: Pavilhão do Centro de Convenções – Olinda/PE
Bienal Internacional de Pernambuco
https://bienalpernambuco.com/auditorio-circulo-das-ideias/
 
PAINEL “As mulheres do sertão e do agreste na escrita e no empoderamento da autoria feminina na contemporaneidade”
Auditório Círculo das Ideias
Local: Pavilhão do Centro de Convenções – Olinda/PE
Bienal Internacional de Pernambuco
https://bienalpernambuco.com/auditorio-circulo-das-ideias