Projeto Mendubim prevê investimentos de R$ 1,6 bilhões no Rio Grande do Norte

08/11/2021


 
Após representar o Governo do RN na Conferência do Clima das Nações Unidas - COP26, o diretor-geral do Idema, Leon Aguiar, segue na Europa para cumprir a agenda de compromissos institucionais da missão potiguar, no Antigo Continente. Em viagem à Noruega, o dirigente do órgão ambiental estadual integrou a comitiva oficial, composta pelo diretor-presidente da Caern, Roberto Linhares, e secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, a convite do Senador Jean Paul Prates, para participar de uma série de reuniões com empresas do setor de energias renováveis.
 
Na ocasião, os representantes potiguares conheceram as estruturas administrativas do país nórdico, que é referência em Sustentabilidade. Uma delas foi a visita a Sede da Innovation Norway, agência estatal integrada de inovação, para participarem da apresentação do Projeto Mendubim da empresa Scatec. Durante o encontro, os diretores da empresa Scatec, o gestor de projetos, Alex Holmerberg, e o gestor de Negócios Sustentáveis, Roah Haugland, apresentaram as especificações do investimento.
 
A empresa, que já tem negócios no Brasil, instalará uma usina solar UFV Mendubim. A relação com o Rio Grande do Norte é que o projeto será instalado na cidade de Assú e possui uma potência instalada de 532 MW. Tido como um dos maiores já construídos pela Scatec, é de extrema importância para o grupo, que produzirá mais de 60 % da energia para alimentar a indústria de alumínio instalada no Estado do Maranhão (Alubras e Norsk Hydro).
 
Com início da construção previsto para março de 2022 e operação comercial esperada a partir de julho de 2023, o investimento do projeto é estimado em R$1,6 bilhões e a expectativa é que durante a fase de construção sejam gerados mais de 1.200 empregos diretos e indiretos. Durante a fase de operação, com duração de 25 anos, os contratos de gestão de ativos e operação e manutenção (O&M) terão um faturamento anual estimado de R$30 milhões. A estatal norueguesa Equinor é parceira da Scatec no projeto. A Equinor é a responsável por fazer a transição energética  do uso de petróleo para as energias renováveis no país norueguês.
 
O projeto está em estágio de desenvolvimento avançado, e já foi requisitado o licenciamento ambiental junto ao Idema. “Compreendemos a importância e magnitude deste investimento. Analisaremos tecnicamente todas as demandas do projeto, cumprindo as regras do licenciamento e o que preconiza a legislação ambiental para as possíveis autorizações e licenças ambientais do empreediemnto”, destacou Leon Aguiar.