De acordo com site, Waldemar da Costa manda Bolsonaro e seus filhos “TNC"

16/11/2021

Por: Otávio Albuquerque
Foto: band.uol.com.br

 

Neste domingo (14), o PL, por meio do presidente Waldemar da Costa Neto, publicou uma nota anunciando o adiamento do evento de filiação do presidente Jair Bolsonaro ao quadro da legenda. De acordo com a assessoria da agremiação do chamado centrão, a decisão foi tomada após um diálogo aberto entre Costa Neto e o atual chefe do executivo federal. 

 

Segundo o jornal O Antagonista, a “intensa” troca de mensagens entre Bolsonaro e Costa Neto foi desenvolvida em um tom de agressividade, contendo, inclusive, ofensas mútuas, como um “VTNC você e seus filhos”, escrito pelo líder do PL. Conforme relatado por fontes de dentro do PL, o impasse e a discussão supostamente tiveram início a partir da proposta do presidente Bolsonaro em colocar o seu filho Eduardo, o “03”, no comando do diretório do PL em São Paulo. 

 

Ainda de acordo com informações do jornal, a conversa entre o presidente do Brasil e do PL teria subido o tom depois da negativa de Costa Neto em atender a esse pedido. “Você pode ser presidente da República, mas quem manda no PL sou eu”, teria dito o ex-deputado, a quem o mandatário e seu filho já chamaram de “ladrão”. 

 

No domingo, após a divulgação do cancelamento da cerimônia de filiação, Jair Bolsonaro deu uma declaração à imprensa, salientando que alguns temas de ordem conservadora precisam ser acertados para que ele e o PL possam firmar a relação. “O casamento tem que ser perfeito. Se não for 100%, que seja 99%, é essa a ideia, é isso que o povo espera de todos nós, a continuidade da mudança”, explicou Bolsonaro aos jornalistas.