Com transtorno de "Benjamin Button", youtuber morre aos 15 anos

14/01/2022


Foto: itaporamsnews.com.br

 

Na última terça-feira, a youtuber Adalia Rose Willians, que sofria de uma doença genética rara que causa envelhecimento precoce, morreu aos 15 anos de idade. A patologia que vitimou a jovem é conhecida como “Benjamin Button”, a qual faz referência a um filme de 2006 estrelado pelo ator Brad Pitt. 

 

Adalia adquiriu fama nas redes sociais ao exibir seu cotidiano convivendo com uma doença rara, mas também falando sobre moda e passando dicas de maquiagem. A youtuber, que teve a morte confirmada pela família, foi diagnosticada ainda aos três anos com a doença, que causa, além do envelhecimento acelerado, perda de cabelo e outros sintomas como falta de gordura corporal, veias proeminentes, voz aguda e rigidez severa nas articulações. De acordo com dados científicos, a patologia acomete uma a cada oito milhões de pessoas. 

 

No Facebook, seus familiares prestaram uma homenagem à Adalia, ressaltando a importância que ela teve como exemplo de superação. “12 de janeiro de 2022, às 19h, Adalia Rose Williams foi libertada deste mundo. Ela entrou em silêncio e saiu em silêncio, mas sua vida estava longe disso. Ela tocou milhões de pessoas e deixou a maior marca em todos que a conheceram. Ela não está mais com dor e agora está dançando ao som de todas as músicas que ama", disse a postagem. 

 

Natália Pallante, mãe da youtuber, deu uma declaração sobre a morte da filha, relembrando o momento em que soube da enfermidade. “Os médicos notaram que algo estava errado nas primeiras quatro semanas de vida da menina. Quando soube, fiquei arrasada; era apenas ela e eu e honestamente nos sentimos perdidas". Na sequência, ela agradeceu aqueles que a ajudaram todos esses anos. "Obrigado a todos os médicos e enfermeiras que trabalharam por ANOS para mantê-la saudável”, afirmou. 

 

Adalia tinha mais de 2 milhões de seguidores só no YouTube. No seu último vídeo, que foi publicado há um mês, ela obteve mais de 300 mil views.